[Album Review] LOONA/Odd Eye Circle – Max & Match (ou a primeira aventura de Odd Eye Circle, as salvadoras do Loonaverso!)

LOONA se tornou um dos projetos mais interessantes no k-pop. A ideia inicial de debutar uma integrante por mês se transformou em uma fanfic gigante, cheia de teorias da conspiração envolvendo os clipes super bem produzidos, mensagens subliminares nas letras e descrições no Youtube fumadas que milagrosamente prestam. Se a Blockberry Creative se deu a todo esse trabalho para nos apresentar o loonaverso, porque não seguir com o conceito fanfic até o final e analisar o álbum como se fosse uma estória de aventura de Kim Lip, JinSoul e Choerry??

Tracklist:

  1. ADD
  2. Sweet Crazy Love
  3. Uncover
  4. Girl Front
  5. LOONATIC
  6. Chaotic
  7. Starlight
  8. ODD Front

A primeira aventura das meninas começa com ADD, introduzindo o aesthetic desse novo mundo que é o loonaverso, começando com um dream pop que chega a ser até meio creepy para resultar em uma explosão de teclados digna dos anos oitenta. Sabemos que não estamos mais na Terra e, a partir de agora, nos sentamos para ouvir as aventuras dessas três garotas…

Senta que lá vem a estória!!!!

O início das aventuras de Odd Eye Circle se dá com Sweet Crazy Love, que prenuncia o encontro das três em seus mundos separados, sem cor e sem vida, percebendo que algo falta para completar sua existência. Ao som de um R&B classudo (só de elas sensualizarem sem precisar ser esqueléticas já ganham vários pontos em comparação a quase todos os girlgroups de sexy concept, com exceção só a Brown Eyed Girls), as meninas cantam sobre conhecer a curiosidade de conhecer alguém (no caso, umas as outras), em um sentimento ao mesmo tempo louco mas doce.

Nesse momento, que precede os lançamentos solos de cada uma, elas ainda não tem noção de seu poder secreto (o Círculo Bizarro do Olho) e, no clipe, é demonstrado como Kim Lip e JinSoul se descobrem enquanto participantes do loonaverso (no caso, Kim Lip quando vê Choerry no trem e JinSoul quando puxam seu fone de ouvido e deixam o peixe do clipe de Singing in the Rain)

Com as duas descobrindo seus poderes, o clipe se encerra no exato ponto onde começa Eclipse, em que Kim Lip e JinSoul descobrirão a si mesmo para, depois, trazer Choerry por meio da dimensão do espelho de Love Cherry Motion.

Esse período de autodescoberta e reunião é Uncover, um dream pop fumado, dito pela própria BBC como uma “confiança na produção musical” da empresa. Completamente confusas sobre seus novos poderes e sobre suas companheiras, JinSoul e Kim Lip vagam pelo tecido da realidade, a procura das outras que possuem o Círculo Bizarro do Olho.

A junção das três finalmente ocorre em Girl Front, quando elas encontram os mapas do loonaverso e passam a se guiar a procura umas das outras e, quando se encontram, percebem orientações nos mapas que indicam onde estão as outras integrantes do LOONA, que formariam as doze luas do loonaverso e assim o levaria à estabilidade. O primeiro objetivo delas é claro: encontrar Yeojin, a garota dos sapos, que se perdeu em meio aos meandros da realidade. Além do mapa, o que parece essencial para encontrá-la e salvá-la é uma velho toca-fitas, que pertenceu a ninguém menos que Vivi, a integrante robô do LOONA 1/3.

Acontece que o toca-fitas não estava vazio, mas sim cheio de instruções sobre como encontrar as integrantes, utilizar seus poderes do Olho Bizarro do Círculo e finalmente estabelecer o loonaverso, que seria um tecido paralelo de outra realidade, que, por algum motivo desconhecido, teria sido esquecido por todas as suas integrantes, perdidas pelo tempo e espaço.

Correndo contra o tempo para salvar Yeojin, em Loonatic, as meninas se percebem andando em círculos, presas em um loop temporal, sem qualquer chance de escapatória. Acontece que as gravações de Vivi foram alteradas por alguma integrante misteriosa (que aparece no vídeo correndo em volta do trio) e a esperança em achar a sapinha é nula. Sem contar que isso leva ainda a outra questão: se tomaram as fitas de Vivi, será que o LOONA 1/3 está ameaçado também?!

A pseudo-baladinha Chaotic mostra as meninas completamente desesperadas ao estarem presas dentro do loop temporal, sem ter como sair utilizando de seus poderes do Círculo Bizarro do Olho. Depois do que elas consideram ser uma noite interminável presas dentro do labirinto temporal, as três percebem que o único jeito de escapar é utilizando de seus poderes juntas.

Então, juntas, de mãos dadas, elas ativam o Círculo Bizarro do Olho ao mesmo tempo, quebrando em pedaços o tecido da realidade falsa que as prendia (que seria, no caso, o deserto de Girl Front).

Um caminho iluminado se abre com Starlight, um R&B que incorpora os elementos de dream pop vistos em Uncover e Loonatic, em que elas caminham lentamente por entre os destroços da realidade falsa descobrindo um céu cheio de estrelas. No meio delas, um sinal silencioso é enviado no formato de uma luz inusitada que cobre todo seu caminho. Sem dizer uma palavra, elas percebem. Não precisam das fitas ou dos mapas, devem apenas seguir seus instintos e corações e, juntas, salvar o esquecido loonaverso!

O fim dessa primeira aventura se encontra em ODD Front, um remix bizarro de Girl Front com algo que parece musiquinha da fase do Sonic por cima de toda a batida. De mãos dadas novamente, enquanto atravessam o portal de luz que se abriu, elas percebem que não são mais apenas as garotas de olho esquisito e que devem encarar o que vier pela frente juntas, assim como suas irmãs do loonaverso, não apenas como garotas, mas como os seres singulares deste universo. Como tais, elas tem o dever de restaurá-lo a sua glória!

Com passos lentos, mas firmes, Kim Lip, JinSoul e Choerry desaparecem em meio ao portal de luz, esperançosas por um futuro melhor em que todas as doze luas do loonaverso estejam unidas e em harmonia…

aquário

Mix&Match não é um EP perfeito, mas mantém uma consistência de som e estética da unit de forma que se destaca de qualquer outro lançamento no k-pop, ganhando muitos pontos. Os sons principais do LOONA Odd Eye Circle ficaram definidos como o R&B e dream pop, com Girl Front/Odd Front sendo a junção orgânica dos sons individuas de cada uma das integrantes. As letras das b-sides também ajudam na narrativa da aventura das garotas do Círculo do Olho Bizarro (a maioria das ideias da fanfic aí em cima vieram das letras), que por si só já as tornam memoráveis, o que, querendo ou não, é o objetivo principal de qualquer album track. Agora, é esperar para ver o conceito da próxima unit de LOONA e o que Kim Lip, JinSoul e Choerry encontraram do outro lado do portal de luz…

 

5 comentários em “[Album Review] LOONA/Odd Eye Circle – Max & Match (ou a primeira aventura de Odd Eye Circle, as salvadoras do Loonaverso!)

  1. concordo com vc mas acho que o pd do olho tem mais coisa por ai seria encraçado se todas tivessem esse troço, ai elas poderiam formar tp um clube das winx

    Curtido por 1 pessoa

    1. “Podem desistir, pois com toda fé que temos na magia, sei que vamos derrotar as Triinx, abram alas para as Winx” – seria meu solho elas usarem Clube das Winx concept xD kkk

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s