Duelo Musical #6: Ex-estrelinhas da Disney – Round 2 (ou Demi finalmente lançou um segundo clipe solo! Vamos compará-lo aos singles de Selena e Miley de novo??)

Como prometido no Duelo Musical #2, agora que Demi Lovato lançou o segundo single de seu álbum, Tell Me You Love Me, vamos compará-lo aos outros singles solos que Selena Gomez e Miley Cyrus lançaram esse ano?? Será que Selena vence novamente que nem no round 1 ou Miley e Demi aprenderam com os erros de seus últimos lançamentos e levaram a melhor, mostrando que ainda podem ser relevantes em meio as outras divas pop norte-americanas??

Duelo 6

Para o segundo round, Miley abusou da meta linguagem em Younger Now, Selena nos trouxe um conto de terror com Fetish e Demi retornou com o épico canceriano Tell Me You Love Me.

QUESITO 1: INSTRUMENTAL

Fetish é um R&B disfarçado de indie, com elementos de trap. Apesar de estar revestida de vocais maravilhosamente suspirados, um clipe inventivo e uma técnica de lançamento diferente, ainda sim é um R&B sem tirar nem por, se mantendo até bem básica nesse quesito, mas emulando muito bem o sexy concept dos anos 90, o auge do R&B nos EUA.

Tell Me You Love Me se embasa principalmente em palmas e em trompas, dando uma carga dramática pra faixa de forma que pra ser considerada um hino evangélico só faltaria umas teclas de órgão. Também não inova muito, mas se diferencia do lançamento de outras baladinhas que vemos aí como single.

Younger Now é um country pop, que, como quase todo country pop, se mantém no praticamente no violão. Nada muito distante dos lançamentos da Taylor Swift quando ainda tinha quinze anos eternos ou da Shania Twain.

De três instrumentais básicos, cada qual com sua influência, os trompetes de Demi Evangélica se destacaram dos outros justamente por terem uma carga mais dramática na música e não ficarem esquecidos em meio aos vocais.

QUESITO 2: VOCAIS

Assim como disse no outro Duelo Musical, Demi é, das três, a que melhor consegue evidenciar a própria potência vocal. Aqui, em Tell Me You Love Me, ela consegue esse feito de novo, gritando loucamente praticamente em toda música, como se fosse um coro de igreja inteiro composto por uma só mulher.

O apelo que os fãs tem pelos vocais de Miley ainda são um mistério para mim, tanto que em Younger Now parece que ela não chegou a seu completo potencial, mesmo com os gritos no refrão. Claro que isso dá a impressão que ela está cantando sem qualquer esforço, o que combina com o estilo deboísta da música, mas os vocais por si só não se destacam.

Selena já tem uma grande desvantagem nesse categoria por conta dos limites de sua própria voz. Só que ela conseguiu, assim como em Bad Liar, trabalhar muito bem com isso se utilizando de vocais suspirados e versos em que parece mais que ela está falando do que qualquer outra coisa.

A gritaria de Demi ganha novamente nesse quesito, provando que ela tem potencial para chegar nos níveis de controle vocal da Christina Aguilera, a rainha dos gritos no pop americano.

QUESITO 3: CLIPE

Miley usa e abusa da metalinguagem em seu clipe, mostrando as diversas fases que já passou na indústria musical, desde Hannah Montana até Lokona, por meio de um refinamento quase que plastificado digno da fotografia de uma série da Disney. Pode parecer que eu estou criticando, mas, na verdade, isso casou muito bem com o single, que poderia ser um follow-up do catálogo Hannah Montana dela fácil fácil.

Isso, claro, se ignorarmos a cena dela sensualizando com velhinhos

Eu confesso que estou adorando essa nova fase hipster da Selena. Se em Bad Liar ela veio com Homem Múltiplo concept, interpretando todos os papéis, agora, ela resolveu sensualizar de uma forma creppy, bebendo da fonte de filmes de terror de baixo orçamento. Existem umas cenas bizarras aí no meio, como ela saboreando cacos de vidro e apertando a própria língua com um curvex.

Sem contar a cara de insana que ela faz praticamente o clipe inteiro

Acho que a única coisa que não coube muito no contexto foi a cena final do freezer, que tirou um pouco o ar caseiro da coisa toda.

O clipe de Tell Me You Love Me pega toda a carga dramática da faixa e eleva a mil porcento, com o plot dela sendo deixada no altar pelo Dr. Jackson Avery, de Grey’s Anatomy. Algumas cenas mais íntimas dos dois dá um appeal sexy pro vídeo e deixa a tristeza da ainda maior quando Demi sai sozinha do altar. Podiam ter pegado a mão no comprimento e não repetido algumas cenas do começo do clipe como flashback no final, mas não deixa de ser um grande acerto.

As três conseguiram trazer bons clipes que combinaram com o conceito por detrás das faixas, mas Demi acaba se destacando por ter um plot e acentuar características que já eram possíveis de perceber da música antes mesmo do clipe ser lançado, como toda carga dramática e o concept carceriano sofredor.

QUESITO 4: LETRA

Fetish fala sobre um fetiche (ah, jura?) que se sobrepõe ao próprio amor e a existência, como uma verdadeira obsessão. O tema, apesar de recorrente no mundo pop, se diferencia pelo aspecto creppy que Selena injetou no single e também por ótimas figuras de linguagem, a minha preferida foi quando ela diz que pega o Justin Bieber carinha em questão em todas as posições, torcendo-se como um origami (“Take you over and under and twisted up like origami”).

Younger Now tem uma letra simples, com Miley dizendo que já teve várias transformações, mas sua melhor versão é a atual. Existem algumas coisas mencionando a ideia de sonhar acordado, mas não chega a se destacar muito. Esse é o esquisito na faixa da Miley: nada se destaca muito se analisado separadamente, é o conjunto todo torna o single mais memorável.

Tell Me You Love Me, como pode se esperar, tem uma letra triste e sentida sobre estar carente e querer ser amado. É uma realidade atual, principalmente envolvendo questões como a liquidez da sociedade de Bauman e toda essa questão sociológica pós-moderna, e acabou me tocando bastante, mesmo este tema sendo bem recorrente em várias baladinhas americanas.

No fim, Selena Gomez novamente levou a melhor nesse quesito com suas figuras de linguagem criativas.

QUESITO 5: IMPACTO

Eis que chegou o quesito mais difícil de todos, já que os três singles capengaram na Billboard (ainda há algumas chances para Demi já que o clipe saiu no primeiro dia de dezembro). Das três, Fetish teve o melhor desempenho, sendo até certificado no Canadá e na Austrália. Sem contar que Selena conseguiu inovar novamente sua imagem mesmo depois de ter acabado de inová-la em Bad Liar. Ponto para ela!!

 

CONCLUSÃO: Quem ganha o segundo round, então??

DEMIII!!!!

Com três de cinco pontos, Demi ganha da inovação de Selena e da nostalgia de Miley tranquilamente, principalmente por conta do investimento de um clipe dramático e nos gritos evangélicos que conseguem comover seu coração se você estiver carente.

Agora está empatado entre Demi e Selena com um round cada! Vale a pena mais um duelo musical entre as duas (no caso, entre seus feats do final desse ano) pra desempatar??  Quem sabe se o post não flopar esse desempate dá as caras??

 

8 comentários em “Duelo Musical #6: Ex-estrelinhas da Disney – Round 2 (ou Demi finalmente lançou um segundo clipe solo! Vamos compará-lo aos singles de Selena e Miley de novo??)

  1. Eu gosto bastante da Demi ( gostei muito do álbum também ) , eu até gosto de Tell Me You Love Me , mas não chego a ama-la xD . Eu curto mais Fetish porque finalmente a cabeçuda tá tentando algo diferente , já tava na hora não é mesmo xD ?

    Curtido por 1 pessoa

    1. Eu estou no processo de amá-la ainda (tenho que escutar Confident e Demi ainda pra ver se gosto também, porque acabei adorando Tell Me You Love Me xD)… E a Selena eu sou suspeito pra falar pq staneio ela desde Os Feiticeiros de Wayverly Place 🙈 Mas dar uma de hipster está sendo um super acerto ❤️

      Curtido por 1 pessoa

      1. Eu particulamente não curto muito o Confident e-e , gosto dos singles e algumas das músicas nele mais pra mim é um dos álbuns mais fracos dela , diferente do DEMI que pra mim é um dos melhores xD.

        Curtido por 1 pessoa

      2. Hm.. Não sei… Depois que passar a correria do fim de ano darei uma escutada ^^ Quem sabe quando eu escutar eu até faça algum post?? xD

        Curtir

  2. Eu como lovatic de carteirinha a mais de fucking 8 anos não posso deixar o bianismo de lado, mas enfim curti Fetish mais que Bad Liar, visto que eu nem terminei de ouvir ambas as musicas.

    Seus duelos musicais são otimos, parabens!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Obrigado pelo elogio xD!!! Meu bianismo, no caso, vai pra Selena kk mas achei Bad Liar uma proposta mais interessante que Fetish kkk Eu quero só ver o que vai ter nesse novo álbum novo dela que não lança nunca o_o

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s