[Album Review] Mamamoo – Blue; S (ou Mamamoo inaugura a época de Sagitário representando o signo da forma mais melancólica possível!!)

Resultado de imagem para mamamoo blue s

Finalizando seus lançamentos pseudo-conceituais de 2018, Mamamoo está de volta para a melancolia do outono coreano, continuando a paleta das cores primárias iniciado pelos seus outros EPs no projeto 4 Seasons 4 Colors em azul (“blue”, que pode significar saudades/tristeza em inglês ou o ritmo blues, que é uma das marcas registradas do grupo desde o debut). E não podia chegar em hora melhor!! Afinal, entramos a pouco no período de Sagitário e o EP é o mais sagitariano possível!! O quê?? Descubra mais sobre o álbum e o signo de Sagitário abaixo!!

MAMAMOO

Tracklist:

  1. From Fall to Winter (Intro)
  2. No More Drama
  3. Wind Flower
  4. HELLO
  5. Better than I thought
  6. Morning

Como esperado, o EP começa com uma intro, From Fall to Winter, assim como os outros da série, com um instrumental totalmente acústico e performance vocal mais frágil e melancólica. A faixa é um reaproveitamento do single e cria um introdução ao nos inebriar e carregar nossas mentes a um contexto etéreo e hippie, também seguindo a estilística dos álbuns anteriores. Apesar de ser uma faixa mais chill e inofensiva, o fato de ter menos de um minuto e meio de duração, ajuda a intro a ser bem mais efetiva que as de Red Moon e Yellow Flower. Sagitário é um signo ligado com o descobrimento do inusitado e viagens ao redor do mundo, seja físico ou espiritual, então nada mais justo que uma faixa neste estilo para nos introduzir ao mundo dos sagitarianos.

A faixa seguinte, No More Drama, mantêm a base acústica para trazer um número mais explosivo, um R&B com inspirações em reggaeton, synthpop melancólico e baladinhas de piano. Apesar de ser uma transição brusca da intro, o clima meio melancólico se mantêm, com elas representando o lado agressivo de Sagitário, um signo de fogo, ao perderem a paciência com as desculpas do carinha. Pessoas de Sagitário podem parecem tranquilas, mas, se você irritá-las (privando sua liberdade, por exemplo), pode ter certeza que a represália vem, de forma tão brusca e explosiva como a transição entre esta faixa e a intro. 

Wind Flower continua a melancolia, desta vez com um soft rock de ares oitentistas, e o tema de término de relacionamento, comparando a superação do fim da relação com a volta do desabrochar das flores na primavera. O contraste com a dureza do cenário urbano para com as referências a natureza da letra e o ar mais hippie dos lançamentos anteriores deixa uma sensação de desconforto e tristeza que complementa a letra e cria o clima de aprisionamento que muitas pessoas de Sagitário sentem ao estarem a mercê dos próprios sentimentos, sentido-se presos dentro de si mesmos. Sobre os vocais, achei interessante que as quatro contiveram um pouco os gritos para deixar o instrumental brilhar no refrão e nos versos. Além disso, os “uh-uh-uh” no refrão aumentaram bastante o replay factor da faixa (eu adoro os melismas vocais em sons da vogal “u”, então era de se esperar que eu gostasse kkk).

Sobre o clipe, temos uma representação visual dos sentimentos sagitarianos, com cada uma das integrantes expressando esta tristeza de uma forma diferente, mostrando-se mais lindas que nunca com destaque para Hwasa dançando aleatoriamente no salão de beleza, como faria qualquer sagitariana; Solar com o look de batom borrado do Coringa e o channel loiro matador classudo de Wheein (que conseguiu melhorar o visual que já estava ótimo nos singles anteriores).

HELLO é outro número de soft rock, com um cara mais R&Bzada pelos gritos alongados do refrão, trazendo um pouco de esperança nas letras ao tratar da descoberta de um novo amor, com a consequente chegada de uma nova aventura para os sagitarianos, o que excita seus corações e aplaca um pouco a sensação de aprisionamento que vimos em Wind Flower. A faixa em si não chega a ser super inofensiva, mas soa como um filler chill típico de todos os outros lançamentos do grupo.

Better than I thought é outra faixa com cara de filler, trazendo o R&B acústico típico do grupo. Aqui, temos que a esperança de HELLO trouxe apenas mais uma decepção amorosa, sendo mais fraca que a anterior pelo próprio desgaste emocional que o eu-lírico sofreu com o relacionamento anterior. A melhor parte da faixa é o pós refrão de flauta suspirada, salvando ela de soar genérica. Sagitário é um signo extremamente independente, que, as vezes, não vê a solidão como algo ruim, mas como um momento de perspectiva que traz mudanças na vida, sem negar os bons momentos anteriores, assim como elas fazem nesta faixa. 

Morning fecha o álbum com outro R&B típico do grupo, encerrando a melancolia com um amargor paradoxal, em que elas sofrem e amam seu par romântico ao mesmo tempo, da mesma forma que ocorre com algumas pessoas de Sagitário quando tentam buscar o novo e inusitado em uma relação nitidamente mais desgastada. É um bom encerramento, apesar de ter aquela impressão de “mais do mesmo”, considerando o número de faixas parecidas que o grupo já lançou. 

Blue S equilibra um pouco as coisas em relação a impacto e variabilidade na tracklist dos álbuns do Mamamoo. Manteve-se o caráter orgânico de Yellow Flower, entretanto, tivemos alguns ritmos mais inusitados, principalmente na primeira metade do álbum. Pode não agradar todo mundo, principalmente pelo single mais chill, mas a tentativa de inovação é válida, ainda mais sendo um lançamento sazonal de outono/inverno (que, via de regra, costuma trazer uns singles sofríveis). Provavelmente só Wind Flower e No More Drama sobreviverão nas minhas playlists, sendo que, no fim, acaba ficando uma impressão de “mais do mesmo” que mantem os acertos e erros do que se espera de b-sides do Mamamoo a esta altura…

Resultado de imagem para mamamoo blue s

Não sei o que esperar do próximo lançamento do Mamamoo. Acho que minha esperança em b-sides de impacto está acabando e estou me contentando com as tracklists mais chill desde que tenham um conceito por trás (como as características sagitarianos deste EP) e um single memorável… Veremos como será o último EP da série 4 Seasons 4 Colors.

Veja mais posts sobre Mamamoo aqui no Aquário Hipster!!! 

[Album Review] Mamamoo – Red Moon
[TOP 5] Volta ao mundo em… Duetos mais ou menos românticos
Duelo Musical #11: O poder de um channel loiro
[Album Review] Mamamoo – Yellow Flower
Best Zodiacal 2017: Leão & Virgem

PS: O que acharam do novo visual do blog?? Gostaram?? ^^

PSS: Em mais um episódio da parte ruim do novo editor do WordPress (que já tirou a opção de deixar o texto justificado), foi impedido a alteração da cor de uma única palavra dentro de um parágrafo, por isto que o nome das músicas não está com cor diferente como de costume. Assim que eu descobrir como alterar isto eu edito aqui no post… @.@’

2 comentários em “[Album Review] Mamamoo – Blue; S (ou Mamamoo inaugura a época de Sagitário representando o signo da forma mais melancólica possível!!)

  1. signo de Sagitário adorei

    Essa musica melâncolica foi direto pra minha playlist

    Eu adorei o novo visual do Blog.

    Flando em MAMAMOO elas tiveram uma performance ousada e sexy no MMA

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s