[Flash Review] Apink meets Frankenstein for I’m So Sick’s sequel

(Or How Apink is proving to be one of the smartest girlgroups in present kpop scene)

Since it’s sound and image renovation on the middle of last year, Apink is proving to be one of the smartest girgroups in k-pop scenario. The group recognized for it’s pure aegyo style made a slight change on it’s vocal interpretation and dance moves to show a different concept that was almost forgot on female k-pop acts: the chic.

%% comes to continue the inovations of last year’s single and album and, in this subject, do not disappoint its listener: we have an atmospheric synthwave rhythm that increases the tempo speed we saw on I’m So Sick, but mantain its melancholy, even with the instrumental matching perfectly with a more aegyo single.

The mv has much more budget than the usual for Apink, showing a sinister construction of an artificial live (like Frankenstein), which contrasts to the sweet pink color pallette (by the way, this was one of the most pink videos of Apink to date). And the lyrics subject treats the theme of love in a much more mature and empowering way.

Even though I didn’t listen to the album yet, by its tracklist preview, %% mantains most of the rights and wrongs of last year’s I’m So Sick: a good concept, beautiful photos and mv, but a single that isn’t that strong alone, functioning more on the context of the album.

This was Flash Review, the first post category fully in english from Hipster Aquarius!!! Did you like it??

The idea here is to write fast reviews (like the superhero Flash) to match the time of the releases. For the Portuguese readers, do not worry!!! A Portuguese analysis of the best (or worse) releases will take place in Sonorous Horoscope (“Horóscopo Sonoro” in portuguese).

8 comentários em “[Flash Review] Apink meets Frankenstein for I’m So Sick’s sequel

  1. Eu também achei ela meio mé como single, I’m So Sick era tão boa e tinha uma história por trás (de ser o Apink mudando de conceito) incrível, que essa %% ficou num limbo entre ok e boa.

    Meus pitacos mais detalhados sobre o comeback das Arosa aqui: ogostomeu.wordpress.com/2019/01/07/apink-volta-com-a-promissora/

    Curtido por 1 pessoa

  2. O blog pode ter mudado o idioma pro inglês mas eu vou comentar em português por motivos de: porque sim.

    A música é bem fraquinha em comparação com I’m So Sick (a parte mais memorável ironicamente nem é uma parte cantada, e sim o break instrumental meio synthpop oitentista antes do último refrão), mas o Apink já lançou tanta porcaria ao longo da carreira que ainda dá pra dizer que a música nova tá acima da média.

    Agora, o que chamou minha atenção é: elas fizeram MAIS plásticas?? Dessa vez nem a Bomi eu consegui reconhecer até a segunda metade do MV, e a Eunji (que eu só reconheci pela voz) tá igualzinha à Pete Burns das Pocket Girls!

    Enfim, mas tá valendo. Agora torço pro AOA também ter comeback em breve, e de preferência um pouco mais safadinho que Bingle Bangle (embora aquele rap da Jimin fazendo a dança da bundinha seja maravilhoso).

    Curtido por 1 pessoa

    1. O blog tá tendo seu próprio debut nos states da CL kkkk

      Eu nunca consigo reconhecer elas (só a Eunji que eu reconheço pelo sorriso que dá a entender que ela tá completamente sem-graça kkkk), então não sei dizer sobre as plásticas… As vezes é que os mvs delas não eram lá muito produzidos antes e agora, em que realmente gastaram um dinheiro pra fazer algo bonito, deu diferença kkkk

      Tô a espera do comeback do AOA também, mas acho que elas vão ficar pro verão, já que logo mais é o debut do Cherry Bullet, o novo grilgroup da FNC

      Curtir

      1. Adoraria que fosse esse o caso, mas eu meio que decorei bem os rostos (pré-I’m So Sick) do Apink porque viciei em LUV logo que comecei a conhecer o k-pop. Não é orçamento de MV, é plástica mesmo – e no caso da Eunji, ela não precisava e a plástica estragou a cara dela.

        A caçula e a líder do grupo parecem ser as únicas que ainda não entraram no bisturi (a líder é bonita mas sem sal nenhum). Fico na torcida pra que o caso da Bomi (que ainda tava com a mesma cara em I’m So Sick) seja maquiagem cagada e não plástica.

        Curtido por 1 pessoa

  3. tem um monte de gente que não curtiu muito essa música, mas eu gostei tanto quanto I’m So Sick e ouço as duas em loop infinito HAHAHAHAHAHA

    E realmente, a empresa foi esperta DEMAIS com elas, sério, fiquei impressionada do quão diferente elas eram antes e agora (não dava muita bola pro grupo). Tipo, eu realmente fiquei convencida com elas sendo fofinhas cheias de aegyo e agora serem mulheres adultas sensuais e fodonas!

    Se elas continuarem com essa pegada, certeza que conseguem sobreviver mais uns anos fazendo mais sucesso até que os grupos mais novos.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Siiim, foi uma jogada de marketing sensacional… É como se o próprio grupo também estivesse ganhando mais naturalidade no conceito… Nem acredito que vou dizer isso, mas acho que elas chegam ao nível do BEG daqui uns anos se continuarem assim o.o

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s