Monster, Red Velvet-IS: O monstro de um lançamento desconexo

Depois de quase 24h de espera, o mv de Monster, o debut da sub-unit do Red Velvet com Seulrene, está entre nós!!! Fazendo um monte de gente passar raiva (inclusive eu kkk), será que o lançamento conseguiu alcançar ao nível do hype?

Sim e não…

É incrível como um acompanhamento visual faz diferença para um single, ainda mais no contexto capopeiro. Monster cria um clima atmosférico, conforme vai crescendo em seus versos com harmônicos que vão lentamente ficando mais impactantes em meio ao instrumental do que parecem ser várias camadas de trilha sonora de filmes de terror com uma estrutura de R&B, se utilizando de sintetizadores que parecem a risada da Bruxa Má do Oeste na abertura e no pós-refrão. E vou dizer, acho que é essa é a PRIMEIRA VEZ que não vou reclamar de um drop no refrão, porque ele conseguiu realmente cumprir a proposta da faixa, dando um caráter sombrio que, por mais que o clima meio militar dos vocais de Irene e Seulgi tentasse, não ia conseguir de forma tão efetiva.

O tão aguardado clipe, por sua vez, segue usando e abusando do fanservice, aproveitando que o ship delas é um dos mais famosos entre a fanbase. Sobre o atraso, tenho certeza que uma cenas se perderam no meio, porque vemos resquícios de uma história nas cenas que focam nas duas interangindo uma com a outra, e o clipe foca principalmente na coreografia…

Sinceramente, se não fosse a surpresa da cara de demônio que usei como capa deste post, acho que ele ia ficar bem menos memorável na minha cabeça (apesar da química entre as duas ser MUITO BOA!). Mas também, depois da espera, seria difícil algo que realmente compensasse a comida de bola da SM (ou foi tudo isso uma estratégia, vai saber? Este assunto dominou os trending topics, sendo que o single e o álbum já são um sucesso comercial que rivaliza facilmente com todos os lançamentos do Red Velvet até aqui).

Inclusive, sobre lançamentos do grupo-mãe, dá pra ver este lançamento tranquilamente nas mãos do grupo inteiro, principalmente como um follow-up pra Psycho (as músicas tem estruturas parecidas), não só pelo single mas também pelas b-sides.

Escutando as b-sides, é como se eu estivesse vendo uma tracklist perfeita.. para o The Velvet (lembram, aquele EP que era pra contrastar com o The Red?). Todas as faixas conversam entre si e criam uma textura juntas, mas destoam tanto do single que fazem o EP como um todo só soar… desconexo.

No fim, tivemos mais uma prova do poder do orçamento da SM em nossas caras e como a direção de arte deles é EXTREMAMENTE BOA para as sub-units de seus grupos principais (desde EXO-CBX a SNSD-TTS as units sempre tiveram uma identidade visual marcante), mas, vindo de um grupo-mãe que já tem um visual marcante, o resultado soa mais como algo bem satisfatório e agradável do que uma grande surpresa (para o bem e para o mal). Por mais que eu tenha gostado do single, vendo o histórico do Red Velvet, acho que eu esperava mais, principalmente na construção do álbum e no clipe…


PS: Já passou um tempinho que isto explodiu na internet, mas é importante lembrar do que está ocorrendo com os protestos contra violência policial ocorrendo em vários lugares do mundo (inclusive aqui no Brasil). Percebi que é crucial neste momento procuramos nos informar e ajudar como puder (principalmente nos conscientizando sobre racismo). Não estou no meu lugar de fala aqui, mas estou dando o meu melhor para aprender a ser antirracista (é o mínimo do mínimo que posso fazer sobre tudo isso). Se você quiser/puder ajudar, clica aqui e dá uma olhada nos links do Black Lives Matter, compartilhando se possível. Em relação a conscientização, eu vi um vídeo muito bom falando sobre racismo para dar os primeiros passos para ter atitudes antes antirracistas, clica aqui pra dar uma olhada. Muito obrigado por ler o post até aqui!

4 comentários em “Monster, Red Velvet-IS: O monstro de um lançamento desconexo

  1. Eu tava praticamente com a cara enfiada no celular aproveitando esse MV maravilhoso, com muita safadeza do fanservice, e os balanços da raba pra lá e pra cá, quando a parte que você botou como capa apareceu, e PQP que ódio de mim mesma por ter tomado um susto da porra com este caralho de cena. Me lembrou aquele infame comercial de 2000 e bolinha do carro na estrada e qnd ele fazia uma curva aparecia uma figura desse tipo gritando.

    Enfim, música maravilhosa, MV tbm, Irene e Seugi rainhas, SM nadinha.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s