20 anos de BoA! Cinco músicas para conhecer a lenda | Águas Passadas 003

Hoje (25 de Agosto de 2020), BoA, uma das cantoras mais legendárias e duradouras do cenário coreano (e, se espante, japonês!) completa 20 anos de carreira. Na SM. Tendo debutado com TREZE ANOS. É muita coisa que esta jovem velha cantora tem nas costas, então pensei “por que não comemorar de alguma forma?”.

O problema é que eu não conheço tanto a discografia da lenda quanto eu gostaria. Nenhuma das tentativas que eu já fiz com os álbuns dela deu muito certo, com apenas alguns singles funcionando comigo. MAAAAS, nos últimos meses, a minha irmãzinha virou fã dela meio que DO NADA, e ficou dando replay em várias músicas dos primeiros cinco anos de carreira da BoA até tudo grudar no meu cérebro…

Então segue uma lista de três músicas da diva que eu gosto/duas que minha irmã me fez gostar, pra relembrarmos a trajetória da lenda.

Every Heart -Minna no Kimochi-, Listen to My Heart/Inuyasha (2002)

Logo que a BoA debutou, a SM já aproveitou que a menina não tinha nem virado adolescente ainda e tentou apelar pro mercado japonês, que observava uma ascensão de idols jovens, como Namie Amuro e Utada Hikaru, no final dos anos noventa. Resultado? A BoA é um dos atos coreanos mais sólidos e bem sucedidos em terras nipônicas, sendo que muitas pessoas da velha guarda conheceram k-pop pelas músicas japonesas da lenda.

Destas, a mais especial pra mim (por fatores de nostalgia mesmo) é um dos encerramentos do Inuyasha, que eu era proibido de assistir quando era criança e via escondido depois que meus pais iam dormir (morrendo de medo de algumas criaturas que apareciam, claro). Na época, existia uma tradução literal dos temas de anime para o português, então escutar a versão original de Every Heart em japonês consegue trazer a mesma carga nostálgica que a versão brasileira tranquilamente.

Não conheço muito de j-pop enquanto cenário, mas se tem uma coisa que o mercado japonês sabe desovar BEM MELHOR do que o coreano são baladões. Os produtores japoneses conseguem colocar instrumentais bem mais interessantes em números mais lentos e, de bônus, a interpretação das palavras na língua japonesa combina e muito com progressões sentimentais grandiosas. Every Heart não é uma exceção, trazendo toda a emoção de autoconfiança e descobrimento que se espera de um encerramento de Inuyasha, uma aventura de fantasia e romance cheia de personagens que crescem no decorrer da trama (se não fosse GIGANTE, juro que leria até o final pra descobrir o raios acontece com a Kagome e o Inuyasha).

Atlantis Princess, Atlantis Princess (2003)

Esta aqui é a favorita da minha irmã.

Se consolidando enquanto o único ato inspirando no dance-pop noventista que não implodiu entre 2000 e 2005, BoA continuava lançando singles como se estivesse em 1996. Afinal, tudo neste single soa uma época mais antiga (até a obsessão mundial por Atlântida e clipes com água) do que de fato ele é. Porém, muito por conta do k-pop enquanto indústria já existir há quase dez anos, a produção da faixa está bem mais redondinha e finalizada, soando muito mais profissional que os lançamentos raiz noventistas.

E, claro, aumentando muito mais o replay factor do single no processo.

My Name, My Name (2004)

Nesta outra contribuição da minha irmã pra lista, BoA já estava com dezessete anos, de salto e atualizando levemente seu som para o R&B do inicio dos anos 2000 (a semelhança com os singles de R&B da Namie Amuro é espantosa). Porém, diferente da lenda japonesa preguiçosa, BoA mantinha os passos complexos de dança contemporânea, que fazem parte de sua marca pessoal até hoje na Coreia.

O dance-pop sexy moldado por violinos e sintetizadores tecno já é algo bem incomum e agradável de ouvir (mesmo pra época), mas a forma como ela dança como se não tivesse ossos no corpo e suspira no pós-refrão é viciante, deixando a faixa muito mais poderosa. É difícil de acreditar que ela nem é maior de idade ainda aqui e já tem esta presença de palco. A YoonA (que é a fucking YoonA) não conseguiu chegar neste carisma nem no auge do Girls’ Generation.

Only One, Only One (2012)

Quando a 2º geração do k-pop explodiu, a BoA já não tinha mais nada a provar para ninguém. Ela (e a Lee Hyori) eram as idols femininas que conseguiram vencer as areias do tempo, sendo reconhecidas não apenas pela sua trajetória como também pelos singles que ainda estavam lançando. E, diferente do que se espera, isto não as fez cair em uma zona de conforto lançamento só de soltar “presente para os fãs”.

Only One é um número extremamente calmo e delicado para um single dançante da BoA. Num pop mínimo quase que acústico, com a voz fina de gás hélio, BoA entregou algo que divergia TOTALMENTE da moda de eletropop e dubstep que dominava o k-pop na época, diferenciando-se da manada, ao mesmo tempo que fazia uma de suas coreografias mais complexas e marcantes. Era algo que ninguém tinha feito e dificilmente fará de novo (sério, que cantora vai se arriscar dançar com uma baladinha assim se pode ficar sentada num banquinho harmonizando nos Music Banks?)

Woman, Woman (2018)

O meu preferido da lista é, estranhamente, um dos singles mais recentes da diva.

Em Woman, BoA continua sendo uma das melhores dançarinas do meio idol (ela literalmente anda de PONTA CABEÇA no clipe), atualizando novamente o seu som de dance-pop ao mesmo tempo que se inspira livremente na Beyoncé para entregar uma mensagem feminista, dizendo o quão ótimo é ser uma mulher.

A faixa brinca com suas expectativas, entregando um refrão explosivo que aparece de forma abrupta, cortando todo o crescendo dos versos + pré-refrão com uma voz processada dizendo “woman”. Além disso, a presença de palco da lenda permeia toda a performance vocal (seja sussurrando ou nos high notes) e os passos, que se recusam a ser totalmente sexys, como uma forma de afirmar corporalmente a mensagem de emponderamento da letra.

BoA Talks Her 20th Anniversary, Legacy & Being A Forerunner Of K ...

BoA é extremamente importante para o cenário do k-pop, conseguindo se manter minimamente relevante até os dias de hoje (ela nem precisava lançar mais nada porque já é podre de rica). Então é muito legal a SM fazer um mínimo de esforço pra comemorar a carreira de uma artista que fez um nome gigante na indústria e SE MANTEVE NA EMPRESA ATÉ HOJE (duvido mais alguém além da Sunny, por motivos óbvios, renovar tanto contrato com a SM), mesmo que eu tenho achado os covers que eles lançaram bem meh comparado a iconicidade que a mulher consegue entregar nas músicas originais.

Conhecem mais algum hino da lenda? Indica aí nos comentários xD

PS: “Águas Passadas” é a categoria de posts do blog que se trata de falar de curiosidades e refletir sobre o passado do k-pop. Caso tenha ficado com curiosidade, nesta categoria, já escrevi um pouco sobre a saída da Jessica do Girls’ Generation e todo o histórico que precedeu o lançamento de Gee (bem SONE mesmo kkk)

O Aquário Hipster também tem Twitter!! Segue lá se quiser acompanhar indicações e comentários aleatórios de k-pop, BL e uns desenhos: @AquarioHipster

5 comentários em “20 anos de BoA! Cinco músicas para conhecer a lenda | Águas Passadas 003

  1. Sou muito preguiçoso com ela ksksksks curto algumas músicas gostei do ultimo álbum dela mais nunca fui mais a fundo de sua discografia.
    É invejável ela ter continuado com sua carreira em tanto tempo assim .E ela já não precisa nem ao menos aparece tanto na mídia já que ela é consolidada

    Curtido por 1 pessoa

    1. Siiim!!! (e a preguiça bate fundo com discografias gigantes kkk) Mas, até onde eu sei, ela tem cargo administrativo na SM e roda o boato que os comebacks de uns cinco anos pra cá são mais porque ela curte fazer do que necessidade mesmo

      Curtir

  2. Engraçado, eu comecei descobrir as músicas da BoA por causa do Superstar SMTOWN. E são muito boas.

    Enfim, essa mulher já foi a salvação da SM na época de vacas magras e até entendo ela ser tão exaltada pela empresa. O pacote completo: dança, presença de palco e vocal (o pior é que eu já vi gente falando que o forte dela nem era a voz sendo que a mulher é uma cantora de mão cheia).

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s