Obliviate, Lovelyz: Referências a Harry Potter e um feitiço desesperado

Lovelyz era o maior curinga entre as participantes do Queendom. (G)-Idle e Mamamoo eram as famosonas, Oh My Girl virou a zebra, AOA renasceu das cinzas (brevemente) e Park Bom tava lá só pelos memes. Porém, o Lovelyz parecia meio perdido em seu papel no programa. Mijoo e Kei tinham tudo para serem as vilãs, mas a sororidade feminina foi mais forte e elas só ficaram no nível de competente porém esquecível em comparação com as outras. Sendo as últimas a voltar, será que a espera vai trazer uma grande virada, como aconteceu com o Oh My Girl e o (G)-Idle?

Olha, de todos os grupos (lembrando que a Bom tava lá só pelos memes), acredito que o que mais se arriscou e se transformou depois do programa foi o Lovelyz. A estratégia que a Woolim teve com as meninas (debutando a Kei e a Sujeong solo, e enchendo a Mijoo de programas de variedades) foi diferente do esperando, numa tentativa de fazer barulho com as integrantes mais populares e criar um hype pro retorno do grupo como um todo. Isto, pelo menos pra mim, funcionou perfeitamente, já que assim que saiu o primeiro teaser, eu estava “FINALMENTE!!!!” (e olha que a última coisa do Lovelyz que eu curti foi Now, We há 500 anos atrás).

Obliviate é uma música sombria, pesada e dançante, que se inspira no latin-pop e naqueles club house de voguing. Escrita e idealizada por Sujeong, Obliviate se inspira no feitiço do Harry Potter para apagar memórias, retratando o desejo de esquecer de um relacionamento tóxico e seguir em frente. Como a Mijoo disse em uma entrevista recente, “é sobre alguém que suporto um amor solitário até tudo se arruinar. Ela quer esquecer tudo”. Parece meio dramático demais para conseguirem imprimir em uma música dançante, mas bem, é o Lovelyz, e, querendo ou não, isto virou a especialidade delas.

A música equilibra muito bem os versos descrevendo as sensações sufocantes de solidão e ódio, de uma forma até meio tranquila. Depois, vem o crescendo do pré-refrão, com sintetizadores mais pesados e um high note DESESPERADO gritando “quero que tudo pare!”. Aí tudo explode, como se as emoções já estivessem desgastadas demais para continuarem a se expressar, com uma voz sombria invocando o feitiço e o coro repetindo as vozes de comando para se esquecer de tudo e para destruir a pessoa que é a causa desta situação. E aí, no pós-refrão, elas reganham a confiança e sussurram poderosonas que nada vai derrubá-las.

Quando eu comecei a escutar k-pop, eu sempre ia atrás das letras pra ter uma “experiência completa”, mas, com o tempo, acabei deixando isto de lado, muito por conta de quão vazias e genéricas elas eram. Aqui, houve um equilíbrio muito bem feito entre instrumentais, vocais e letra. Tudo foi muito bem colado e, para desespero da Soyeon e sua Latata, a impressão que fica é realmente que elas estão lançando um feitiço no refrão.

A ponte (falaram ontem pra mim que “bridge” musical pode ser chamada de ponte e passarei a usar o português a partir de agora – não acredito que nunca me toquei disso kkk), talvez, seja a única parte da música que não tenha tanto impacto. Ela desacelera a velocidade e foca nos vocais agudos, mas logo já engolida pelo refrão repetido com mais desespero e impacto. Nada que atrapalhe a música, mas nada que acrescente também.

O clipe, por sua vez, está LINDO. Visualmente, o Lovelyz nunca decepcionou em traduzir seus conceitos em clipes memoráveis (até onde eu lembro, pelo menos) e este não é diferente. As referências a Harry Potter estão bem sutis (pra não dar problema com direitos autorais), com:

  • A coruja entregando uma carta no final
  • O prédio de fundo da coreografia parecendo Hogwarts
  • O espelho de Ojesed com a loira vendada
  • O labirinto de plantas do Cálice de Fogo
  • O colar e o anel que lembram duas das orcrux
  • A biblioteca que lembra a sala do Dumbleodore
  • O pequeno lago da Penseira
  • E, talvez, a sala com quadros cobertos possa ter sido inspirada na Sala Precisa

Além disso, também temos uma coreografia mais ousada para o grupo, que aposta mais em sincronias entre as integrantes e chega a ser um pouco sexy, mas num nível mais elegante, como os lançamentos do Apink pós-amadurecimento.

O single caiu tanto no meu gosto que eu dei uma escutada no álbum e, olha, não me decepcionei. Elas realmente miraram no clima chique do Apink, mas não perderam o caráter meio etéreo que geralmente figurava nos lançamentos delas.

A intro Unforgettable, consegue chegar no nível das intros do Dreamcatcher, complementando o single com um caráter meio épico. Dream in a dream parece uma daquelas musicas de vocaloid que transforma uma canção de ninar em algo meio assustador. Never, Secret é synthpop mais calmo com voz de gás hélio, que dá um caráter etéreo e meio k-pop nostálgico, parecendo uma b-side de 2011/2012. Memories, a melhor b-side, pega o reggae e dá uma torcida, dando uma agitada nos versos em um pop dramático e melancólico que poderia muito bem ser a demo descartada de um single delas de uns quatro anos atrás. E, por fim, Worry Dolls encerra o álbum com uma baladinha de rock melódico, que funciona por sua posição na tracklist, pelo seu título interessante e por elas cantarem com uma voz menos fina que o comum.

A impressão que tive, no final, é que o álbum pegou tudo que ficou mais ou menos/esquecível no EP solo da Sujeong e melhorou.

Lovelyz - Unforgettable (The 7th Mini Album) : kpop

Eu não estava esperando por isto. Talvez seja muito cedo para dizer, mas este foi o melhor comeback pós-Queendom, compreendendo o pacote completo (clipe, conceito, visuais, álbum). Existe um esforço visível por trás de todas as envolvidas nisto aqui e isto não é apenas louvável, como deixa o lançamento bem agradável no final. Eu espero que elas tenham uma boa resposta em vendas e charts, porque se este for o caminho que o grupo quer seguir (lembrando que elas tiveram mais liberdade criativa neste lançamento que em todos os anteriores), eu fico apenas ansioso pelo o que mais elas podem nos oferecer.

O Aquário Hipster também tem Twitter!! Segue lá se quiser acompanhar indicações e comentários aleatórios de k-pop, BL e uns desenhos: @AquarioHipster

9 comentários em “Obliviate, Lovelyz: Referências a Harry Potter e um feitiço desesperado

  1. Eu vejo o Girls In The Park lançando uma dessas se não tivessem despivetado com Bazooka, talvez pq parece um 4Walls melhorado? Não sei, mas espero que essa música seja o estouro de vendas (Pq as views tão um pouco minguadas comparadas as companheiras de Queendom)

    Curtido por 1 pessoa

    1. Siiim, acho que é por conta das referências de club house… Achei ela semelhante com a última maravilhosa do Golden Child (tentei até ver se eram os mesmos produtores mas não encontrei quem produziu ONE Lucid Dream x.x’). Só espero que o hit venha mesmo

      Curtido por 1 pessoa

      1. Olha, se for para a Woollim seguir um estilo, poderia seguir esse mesmo. Deixa o Teen Crush despivetado para o Rocket Punch e deixa essas mais chiques para o Lovelyz e o GC, até pq se deu certo com Wannabe, Without You e One, eles podem continuar nesse instrumental gay heteronormativo requintado que eu prefiro mais (Pq engolir tryhard eletrônico já tem o Pentagon e o Monsta X, vms inovar nos catálogos)

        Curtido por 1 pessoa

  2. Elas passaram blackpink nos charts coreanos já é alguma coisa .Mas eu acho que de geral do queendom (exceto aoa e a bom).elas vão ser a com mais dificuldade de trazer um grande hit para carreira delas .

    Curtido por 1 pessoa

    1. TOMA ESTA SORVETE!!!! Também acredito que sim… Acho que mega hit mainstream difícil, mas elas podem conquistar um público de nicho e ir lançando as integrantes em atividades solos pra ganhar mais dinheiro, assim acho que o grupo se mantem ok até pelo menos os sete anos

      Curtir

  3. Começando que Dream in a dream é uma ótima b-side. Isso me lembrou uns contos infantis assustadores que lia antes e me trouxe uma sensação nostálgica_ ainda ouvi a musica ontem e até lua cheia tinha_
    Já a title eu ainda não deitei tanto porque perto do final eles mudaram o ritmo da música, eu preferia com a coisa meio dark no começo. Mas, em geral tá bonzinho mesmo, queria que levassem ao menos um prêmio pra casa com essa música.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s