Bon Voyage, YooA: Decepcionada com Mulan, ela decidiu virar heroína da Disney

O live-action de Mulan foi uma decepção. Uma decepção em termos estratosféricos porque tudo estava arrumado para o filme ser PERFEITO, mas a direção e a edição tiraram boa parte da carga dramática do mesmo. YooA já previa isso, e, sem paciência para esperar a estreia de Raya e o Último Dragão, decidiu ser uma heroína da Disney por conta própria:

A figura central na popularização do Oh My Girl a partir do Queendom foi YooA. No programa, é mostrado que a ideia de transformar uma música do Lovelyz em um ode aos doramas de época coreanos veio dela, tanto que o break de dança com luta de espadas é performado por ela. Como o grupo desistiu da dramaticidade para atirar para todos lados possíveis e ganhar uns dinheiros, o projeto dramático só poderia ser continuado se a YooA debutasse solo.

Bon Voyage traz elementos da mitologia xamanica coreana, com ela se conectando com os espíritos da floresta, como se fosse uma protagonista mágica de uma animação épica que seria ignorada pelo Oscar se não for da Disney. A música se inspira no house, no moombathton (que tá dando as caras praticamente toda quinzena ultimamente) e tem um coro que não sei categorizar direito (tenho um certo receio de falar que isto é “indígena” ou “havaiano” e soar ofensivo). De toda forma, é este coro que traz a diferença para a faixa e dialoga com a narrativa FANTÁSTICA do clipe, dando um caráter místico e receptivo, como a Pocahontas convidando o Jonh Smith a colorir com as cores do vento.

Na letra, ela fala sobre libertação e autodescoberta, conforme se transforma em um espírito selvagem (literalmente, ela começa a música falando que nasceu pelo por todo o seu corpo e chifres em sua cabeça). É interessante observar que a ideia de “selvagem” mostrada é, assim como na Pocahontas, algo respeitoso e libertador. Na maioria das vezes, a dicotomia entre “selvagem” e “civilizado” é uma desculpa imperialista para oprimir povos fora do eixo eurocêntrico e, claro, explorar seus recursos. Aqui, YooA traz o conceito de selvagem como uma nova forma de observar a vida, ser verdadeira consigo mesma e tentar escapar da lógica “civilizada” cruel que povoa nosso dia a dia.

Foi um trabalho meticuloso e organizado, daqueles que, passados alguns dias, teremos vários vídeos/textos de pessoas especializadas falando de todos os elementos mitológicos que encontramos neste clipe (eu nem vou me aprofundar nisto porque conheço muito pouco da mitologia coreana). E é ainda mais impressionante considerando que a liberdade criativa rolou solta para YooA neste comeback. Deixa toda a mensagem mais verdadeira e profunda, quebrando um pouco da lógica de hits pré-fabricados que temos no cenário da música como um todo.

Entretanto, numa primeira ouvida, o resto do álbum é menos coeso e narrativo do que eu esperava. Ela poderia ter se utilizado do conceito para se utilizar de várias referências em letras e ritmos, conforme ia navegando pelas referências mitológicas e mágicas. Infelizmente, não temos nenhuma faixa que chegue no nível conceitual do single, mas, pelo menos, Diver é um ótimo dance-pop, super bem produzido, energético, que combinou perfeitamente com a interpretação vocal que ela deu.

Oh My Girl Yooa - Bon Voyage (Solo Debut) Teaser Photos (HD/HQ) - K-Pop  Database / dbkpop.com

Bon Voyage é um dos debuts solo mais audaciosos de uns tempos pra cá. O hype criado em cima do lançamento foi muito bem estruturado, assim como o clipe e o single. Por mais que o ritmo da música caia um pouco na modinha, a letra, o conceito e, claro, o coro do pós-refrão, dão uma aura mágica e etérea, que, sinceramente, eu não vejo ser executado tão bem no kpop desde o single que me fez começar a acompanhar Oh My Girl (o que, parando pra pensar, faz todo o sentido).

O Aquário Hipster também tem Twitter!! Segue lá se quiser acompanhar indicações e comentários aleatórios de k-pop, BL e uns desenhos: @AquarioHipster

6 comentários em “Bon Voyage, YooA: Decepcionada com Mulan, ela decidiu virar heroína da Disney

  1. Acho que tinha que sair um livrinho da cultura coreana a cada Comeback baseado nela, pq qdo vi o teaser, só pensei “Isso aqui tem cada de trilha sonora do Rei Leão, vai dar o BO no Twitter!”. Mas se tem mesmo essa correlação com a crença deles, dá para bater palmas para a YooA.
    O debut não achei a la grnsde coisa, talvez pq esperava um Windy Day 2.0. Mas como demorei uns anos para gostar de WD, quem sabe em 2023 eu não esteja enaltecendo a TinkerBell ruiva da Yooa

    Curtido por 1 pessoa

    1. 😂😂😂 Eu também esperava uma segunda Windy Day, mas a letra e o clipe deram uma boa elevada na música pra mim, capaz de durar comigo só porque gosto de coisas pseudoconceituais kk
      E bem que podia vir com um livrinho hein?? Hatfelt já fez isso no álbum dela desse ano (que acompanhava um livro de contos/reflexões mais desenhos impressionistas) e mostrou que é possível

      Curtido por 1 pessoa

  2. YooA debutou muito bem no elementar-da-natureza concept. E ainda tem o plus de Abracadabra e Diver serem B-sides boas. Vamos ver o que acontece com a carreira solo da gatinha em diante (e ver o que acontece com as outras integrantes do grupo). Dito isso, eu só comecei a me interessar no grupo no debut delas que descobri dois anos depois com a ajuda do falecido blog Asian Mixtape (sdds Bruno-senpai), um ótimo samba de Sapucaí:

    Curtido por 1 pessoa

    1. Acho que a líder debuta solo com baladinha no inverno (ela disse no Queendom que curtia bastante baladinha), quanto as outras, vamos ver quem começa a fazer dorama kkk
      Eu não conhecia o debut acredita? É bem gostosinho de ouvir, mas esse refrão meio de samba é meio off, seila kkk Não estava preparado kk Falam também bastante de Liar Liar que nunca escutei… Preciso escutar kk

      PS: sdds Bruno mesmo :/

      Curtido por 1 pessoa

  3. O visual é muito bonito_ e o que achei legal é que não fizeram tanto hype e alarde em cima do debut solo dela e talvez explique a coisa toda ser muito bonita. Eu pensava que ela iria seguir aquela linha de dançarinas solistas, mas foi muito melhor.
    E sim, me lembra mesmo aquela aura mágica que o Oh My Girl tinha lá no começo do grupo_ e inclusive são uma das poucas músicas daquela época de girlgroups que não envelheceram ruim comigo_
    PS. É impressão minha ou ela está ficando parecida com a Sulli fisicamente?

    Curtido por 1 pessoa

    1. Gente, não tinha parado pra ver a semelhança!!! Mas é vdd, parece um pouco mesmo!!!

      Sobre a aura mágica, foi muito bom!! É quase como um approach minimalista a ideia de debutar solo, eu mesmo só vi uma vez (no caso da Yenny HA:TFELT) mas tinha muito mais a ver por ser pseudoconceitual do que só lançar coisa diferente mesmo
      (Essas músicas de fadas tão na minha playlist até hoje tbm kk)

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s