Fundo do Mar (07/03): Cheetah (a vilã), Chung Ha, IZ*ONE, Oh My Girl, VeriVery, I.M, MCDN e mais…

Eis que o aguardado dia chegou! O dia em que o Aquário Hipster finalmente estará atualizado com todos os lançamentos de k-pop minimamente comentáveis em 2021 (aeee!!! kkkk). Na real, eu estou muito feliz que estou conseguindo cumprir o planejamento que fiz no post metalonguístico da semana passada… Sei lá, dá uma sensação de trabalho cumprido xD

Enfim, vamos as músicas >_<

ZERO:ATTITUDE, Soyou X IZ*ONE (feat. pH-1)

Por algum motivo muito louco, a Pepsi resolveu juntar o IZ*ONE e a Soyou (que combinação estranha…) pra fazer um comeback de propaganda, como se estivéssemos promovendo o novo samsung com amores chocólatras em 2011. Apesar de ser uma faixa bem poderosa e ter toda aquela carga de diva pop 2000 que eu curto muito, ela soou um pouco genérica pra mim. Talvez pela junção de um grupo de DOZE INTEGRANTES com uma solista e um rapper… Mas o refrão tá bom demais. Assim como aquele outro cf capopeiro da pepsi vale a pena ouvir pelo menos uma vez.

GOD DAMN, I.M

Depois do Wonho despirocar total e sensualizar como o Taemin apesar de ser um armário, ficamos na dúvida como poderia ser o próximo solista saído do Monsta X. Teríamos biscoitos? Teríamos outra surpresa?

Bem, não, GOD DAMN é a tentativa de trap hip-hop que eu imaginaria qualquer rapper apostando ultimamente. Porém, a faixa consegue ser um número de trap decente pra variar e, apesar de não ter nenhuma poderosona fazendo uns harmônicos, eu curti o clima contido e meio depressivo da faixa. Com a onda mais industrial e agressiva explodindo entre boybands, até que o lançamento do I.M traz sua surpresa…

Wings, PIXY

PIXY pegou o nome de uma música muito boa e elevou a expectativa as alturas com uma abordagem extremamente narrativa digna da Story of Evil dos vocaloids… Pena que isto é, em seu cerne, só mais uma demo do BlackPink…

Villain, Cheetah (feat. Jamie)

Cheetah transformou uma faixa crítica sobre a violência doméstica em um dance-pop viciante e sombrio, delicioso de se ouvir, onde os seus raps FINALMENTE tem um instrumental interessante ao fundo. Ela atuando como justiceira no clipe é MUITO BEM FEITO e o refrão em sussurros sombrios é viciante. Me pergunto como as duas não se juntaram pra lançar músicas antes, porque a abordagem mais madura de ambas COMBINA MUITO e se complementaram que é uma beleza.

Um fato curioso é que foi uma péssima ideia chamar a música de Villain, porque quando você digita isto junto com Cheetah no Google claro que só aparece a vilã da Mulher-Maravilha (que tá na capa do post, claro, porque sou bem nerd de quadrinhos mesmo kkk)

Get Away, VeriVery

VeriVery continua com seus clipes narrativos de pós-Kingdom, que, infelizmente, ainda passam longe do que me fez gostar pra caramba do debut deles… Get Away mistura um pouco de reggaefusion e trap num caráter melódico e dramático que me deixou com mixed fellings. A faixa passa longe de ser forçada como o último comeback do grupo, mas também não me agradou totalmente… Mas que a mistura com reggae saiu melhor que a do ONF ano passado saiu (e olha que eu escuto Sukhumvit Swimming até hoje).

Eles só podiam forçar menos o fanservice BL… Pareceu até meio tosco pra mim.

Why Why Why, iKON

iKON teve seu auge comigo quando emulou 2NE1 em Killing Me (esse mini é muito bom) e passou a lançar coisas agradáveis que eu esquecia poucas semanas depois. Why Why Why é uma faixa delicada, num take bem leve em latin-pop. É bem agradável de se ouvir e tem um quê de boyband de segunda geração na interpretação vocal deles que não sei descrever muito bem. Eu curti, mas, nunca se sabe quando eu subitamente posso esquecer desta música, que nem aconteceu com Dive ano passado.

Why Don’t We, Rain (feat. Chung Ha)

Acho incrível como Rain é TÃO heteronormativo que ele conseguiu deixar um ballroom maravilhoso sem-graça. O número de atos que conseguiria executar isto minimamente bem é tão grande que vou listar uns aqui só pela raiva que fiquei de não ter curtido a música: Taemin, a própria Chung Ha sozinha, Solar, Lee Hyori, Uhm Chung Ha, Kai, Wonho, Key, Sunmi, GaIn, Soyou, Hyolyn, Tiffany, Kai, Ten, Hwasa, Momo, Hyoyeon e por aí vai…

Blood Night, G-reyish

Mais umas nugus, com um nome horrível que deve ter um significado tosco. Porém, diferente das PIXY, G-reyish conseguiu trazer algo mais dark sem precisar emular tão descaramente o BlackPink. Blood Night é um eletropop sombrio e dramático que estaria em casa na discografia do T-Ara, em que as vozinhas finas delas aumentam ainda mais o fator sombrio da faixa, com um refrão PODEROSÍSSIMO que vai ficar na sua cabeça por semanas. O clipe é simples e conta com o velho galpão abandonado, mas os takes emulando situações sombrias (e a câmera “caseira”) ficaram muito bem feitos e ajudaram a passar o clima mágico de bruxaria que acredito ser o foco.

Mais um hit da Nugulândia pra ouvir durante o ano, junto de Abittipsy.

BOGGLE BOGGLE, Oh My Girl

Oh My Girl lançou mais um single infantil ao invés de um comeback decente. Eu sei que dá dinheiro, mas tá na hora do grupo se arriscar um pouco. Elas eram uma das minhas favoritas e agora já tô pegando ranço…

Breaking Dawn, The Boyz

Mais uma música em que The Boyz usa e abusa da sensualidade de seus membros em uma música com um refrão horrível… Uma pena, parece que esse vai ser o direcionamento deles no Kingdom mesmo…

Not Over, MCND

Já tinha ouvido falar deles, mas nunca tinha parado pra escutar. Este tipo de coisa meio gritada e energética não é muito meu estilo, mas não posso dizer que a música é ruim como várias outras aqui. Foi feito um esforço para a faixa te surpreender a todo o momento, com vários elementos que vão da batidinha trap a uma explosão de future-bass. É uma zona, claro, mas uma zona interessante que dá vontade de ouvir até o final. Se você curte este estilo, vai fundo, porque ficou realmente interessante e criativo.

Wish You Were Here, CL

CL lançou uma música emotiva sobre a perda da mãe (que faleceu recentemente). Eu não sei como reagir a este tipo de faixa confessional e pessoal (é de cortar o coração, mas, ao mesmo tempo, entendo que é um jeito de se expressar e lidar com a situação). Só não queria deixar passar em branco mesmo…

Rosario, Epik High (feat. CL & Zico)

Como o Tablo resolveu mandar a real no twitter sobre a posição dos artistas do momento Thanos de Kakao M x Spotify, decidi incluir os dois singles do último álbum do Epik High (trio que ele faz parte) e dar uma chance pra chamá-lo de lenda pela música. Rosario tem a participação da CL, então já é um ganho. A faixa tem um clipe muito imersivo (a câmera é feita na vertical) e todo mundo que perfoma tá olhando PRA SUA ALMA enquanto canta/faz rap. Não é uma faixa inovadora ou que se destaque, mas a forma como eles enveloparam a mensagem da letra de autobajulação foi realmente criativa.

Based On A True Story, Epik High (feat. Heize)

A segunda faixa traz a dona das cafeterias coreanas, então o estilo da faixa é meio que o esperado… Até começarem os raps em cima do piano e do violino. A letra é triste e pesada em autorreflexão, com eles procurando entender a apatia que sentem a partir dos clichês que eles veem na TV. É uma boa faixa para se escutar na bad ou em momentos mais calmos (ainda mais com a ponte tendo gaita 💖).

Horarios para LATAM y España para el MV de G-Reyish con Blood Night |  kPopLat

Estou realmente bem feliz de ter terminado o post, cumprido a meta e analisado tudo que eu tinha direito xD Eu achei bem fraquinho em comparação ao último Fundo do Mar, mas acredito que, agora que este tipo de post é semanal, é capaz de ter mais coisas fraquinhas juntas mesmo… O que realmente me impactou positivamente foi Villain e Blood Night, o resto ou foi pro agradável ou pro esquecível…

O Aquário Hipster também tem Twitter!! Segue lá se quiser acompanhar surtos e comentários aleatórios de k-pop e BLs, com tweets ocasionais de artes e reflexões político filosóficas: @AquarioHipster

10 comentários em “Fundo do Mar (07/03): Cheetah (a vilã), Chung Ha, IZ*ONE, Oh My Girl, VeriVery, I.M, MCDN e mais…

  1. Nossa, qdo vc disse que tava atrasado, não imaginei tanto hahaha (Eu dei meio que uma apagada das postagens)

    E chocado que vc curte Killing Me do iKon, jurei ser o único da blogosfera que curtia hahahaha

    E sobre a Pepsi, eles têm uma parceria com a Starship, então tem sempre feat, mesmo que não seja com artistas da empresa (Teve Zico e Kang Daniel com um tropical house genérico mas gostosinho, teve RaVi do VIXX com uma do GFriend que é super good vibes mela cueca)

    Curtido por 1 pessoa

    1. E qto a do Rain… Nossa, alguém arranque esse homem dali! Para mim, seria uma faixa que seria super o U-Know do TVXQ lançando com a Chubg Ha, seria bem melhor. Ou a Gain fazendo comeback (Ela podia sair do hiatus e soltar um ballroom como pré-release e um Paradise Lost 2.0 como comeback)

      Curtido por 1 pessoa

    2. Teve uns que falei que ia fazer, mas não fiz, aí juntei tudo nesse kkk

      Eu AMO, foi um hit de 2018 pra mim (o EP inteiro), acho uma pena o que aconteceu com a sonoridade deles depois

      Nossa, sério? Não sabia… Faz sentido, porque quando fui pesquisar o CF dos meninos com cores hiper saturadas apareceu um monte de coisa mesmo kkk

      Curtido por 1 pessoa

  2. Uma pausa pra enaltecer a capa de 1000 stars, até então bl do ano se a gmmtv não estragar, tu participa de algum grupo de bl? me chama quero ser tua amiga.
    As musicas estão nota 6, nada uau demais pra mim.
    Oh my girl vou fingir que isso não existe pra continuar te ouvindo. nem parece o grupo que fez guerrilla

    Curtido por 1 pessoa

    1. Siiiim, 1000 stars conseguiu ultrapassar UWMA e se tornou meu BL favorito… Espero mesmo que ela não estrague nos episódios que faltam x.x’

      Ai, não participo não… Bem que eu queria, mas o primeiro que eu entrei acabou horas depois de eu ter entrado o.o’ Se você entrar em um me avisa também pra sermos migues xD (mas eu vou comentando sempre sobre Bls no twitter)

      “Oh my girl vou fingir que isso não existe pra continuar te ouvindo” – Nossa, me representa MUITO… Não parece nem de longe o mesmo grupo T-T

      Curtido por 1 pessoa

      1. Eu não gostei muito de until não, pharm só chorava o tempo todo e falava P’Deeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeannnnnnnnnnn, mas a novel é linda mesmo.

        Curtido por 1 pessoa

      2. Nossa, é IMPOSSÍVEL ler P’Dean sem ser com a voz do Pharm kkkk UWMA foi o elenco que mais gostei e os personagens de apoio foram ótimos (o Win e a Manaow fizeram aquele dorama brilhar pra mim)

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s