Fundo do Mar (17/04): Seventeen, Wheein, Kang Daniel, N.Flying e mais…

E chegamos a mais um Fundo do Mar de sábado! Este final de semana eu estou super atacado da rinite então é capaz da review de We Best Love: Fighting Mr. 2nd sair só depois de domingo @.@’ De toda a forma, vamos analisar os lançamentos esquecidos da semana enquanto eu espero o remédio pra dor de cabeça fazer efeito?

Spider, HOSHI

Começando com um BOP, que foi totalmente esquecido no último Fundo do Mar (obrigado, Tengu, por me lembrar), Spider tem mais um carinha de boyband debutando solo (o Hoshi do Seventeen), mas, sinceramente, tá tão diferente do grupo que se falassem que era um solista pseudoindie de empresa pequena eu ia acreditar. A faixa é mais uma da linha de solistas masculinos sensuais deste ano, conseguindo chegar no nível de excelência das melhores faixas do gênero, muito por parecer uma demo e um conceito perdidos da GaIn em seu auge.

Spider é sexy, é delicada, contem ótimos harmônicos super-agudinhos (contrastando com os sintetizadores bem graves) e uma coreografia muito bem montada imitando o movimento de uma aranha. Aqui, Hoshi não tem medo de soar menos masculino do que seus amigos oppas e isto faz o clipe (além de ser um colírio pros olhos), algo muito mais natural de se ver. Seria este o surgimento de mais um carinha sexy pra competir com o Taemin, o Wonho e o WOODZ?

Antidote, Kang Daniel

Depois que me falaram que paranoia é o Daniel se expressando sobre ansiedade e depressão, a faixa começou a ficar ainda melhor e mais impressionante pra mim. Estamos em meio a um fenômeno na música em que a situação atual se reflete em um caráter super intimista e sombrio em faixas mais confessionais. A letra de Antidote é bem catártica neste sentido, com ele procurando algum tipo de antídoto para fugir das sombras de seus próprios pensamentos. E, por incrível que pareça, a melodia consegue representar este caráter, misturando trap, rock, dance-pop, R&B e sabe-se lá mais o que…

Tenho certeza que esta vai ser um slow burn em minha playlist e vou estar curtindo loucamente até o final do ano (e eu ainda tenho que olhar o EP… Apesar de todos os três que ele lançou terem certa liberdade criativa, sinto que esse é o que ela tem um caráter mais aparente…).

water color, Wheein

Eu tava com um RECEIO de clicar nisso daqui. Foi-se o tempo que Mamamoo era um dos meus grupos favoritos, com todas caindo numa espécie de Hwasa-gate, depois que ela virou a grande it girl da Coreia. E nenhuma das faixas solo dela funcionou comigo, mesmo ela sendo a minha favorita no grupo. Depois de AYA as esperanças que eu tinha num direcionamento legal pro grupo se perderam totalmente…

MAAAS, water color está super divertida de ouvir e soa como um single bom da Hwasa, ao invés das tentativas meio bizarras que saíram. E eu digo que parece Hwasa não pelo estilo (porque aqui temos um ballroom oitentista digno da Chung Ha), mas pela forma como a Wheein tá cantando. Ela tá parecendo a voz da Hwasa em vários momentos! É assustador.

Vou até ouvir o mini também pra ver se ele tá bom, porque olha… Acho que é a primeira coisa legal E impactante que eu vejo sair de Mamamoo desde… HIP?

All For You, CIX

Cinema continua ocasionalmente invadindo na minha cabeça, então eu já imaginava de novo algo gostosinho pra servir de faixa de transição do grupo… Quem diria que um lançamento japonês ia trazer o pulso que o single anterior faltou?!

Numa mistura de disco e j-pop oitentista, All For You é uma faixa deliciosa de se ouvir, com o instrumental cheio de elementos delicados fritando no fundo enquanto os integrantes servem gritinhos pleníssimos, que combinam super bem com a vibe mais feel good. Outra coisa boa pra escutar… Aí siiim 💖

RAIN ON ME, MAJORS

Mal lembrava do MAJORS (o que é bem triste porque elas debutaram a muito pouco tempo) e elas voltaram com dois singles. RAIN ON ME tem o nome da faixa da Lady Gaga nas costas, mas isto não serve muito pra criar hype, já dá pra imaginar que elas vão mirar num negócio mais BlackPink. E foi isso mesmo… mas com um toque de EXID?

RAIN ON ME soa como uma tentativa de hip-hop misturada com saxofones (muitos saxofones) e sintetizadores industriais que tentam soar retrô. Não é uma faixa essencialmente ruim, mas também não chega a marcar vidas. Melhor que o BlackPink? Com certeza! Mas não passa disso…

Dancing in the Starlit Night, MAJORS

Um pessoal tava elogiando mais o outro single, então fui escutar ele com um pouco mais de esperança. Só de ter um color coded já me deixou mais simpático a faixa, mas ela soa tão… Rádio 2010…

Sinto que eu já ouvi isto na voz de alguma avulsa one-hit wonder em parceria com um DJ tocando aleatoriamente no rádio. O drop no pós-refrão é muito o eletropop americano do final da década passada, e eu nunca gostei muito dessas coisas, então… Dá pra entender o porquê já tinha me esquecido delas depois de tão pouco tempo.

Clicker, Lee Seung Hyub (J.DON)

É aqui que eu perco minha carteirinha de fã. Eu sou muito fã do N.Flying desde o hit de Rooftop de 2019 e fiquei CHOCADO quando descobri que o líder deles debutou solo… Dois meses depois -.-‘ Aparentemente, eles estavam batendo os sete anos de contrato com a FNC (justo a FNC…) e veio o receio de disband. Felizmente, todos eles renovaram e, considerando o quanto de liberdade criativa que eles tem (o Lee Seung Hyub que compõe praticamente tudo da banda), acho que foi uma ótima.

É curioso pensar em como os carinhas do N.Flying se inserem no contexto do k-pop, porque EU NÃO CONSIGO DESASSOCIÁ-LOS com o Day6, já que as duas bandas miram em conceitos totalmente opostos no mesmo espectro “roqueiro”. E o N.Flying sempre foi associado com uma imagem e sonoridade mais alegre e cômica. Já vi umas entrevistas do grupo e eles tem umas indecisões sobre encontrar a própria identidade sonora, principalmente o líder, que parece ser o mais preocupado com a parte de “criar” do negócio.

Isto é tão aparente que Lee Seung Hyub tem dois stage names e, além de ser um dos vocalistas da banda, já pagou de mano do rap junto da Jimin há um TEMPÃO atrás. Em Clicker, com seu single album, On The Track, ele procura trazer um pouco de unidade a esta miscelânea, sem ignorar as influências contrastantes que ele possui (por exemplo, ele faz rap e tals, mas também toca baladinha no piano @.@’).

Na parte do Daniel, eu falei sobre um fenômeno na música que deixou as coisas mais catárticas e confessionais. Mas há duas facetas neste contexto, com um número bem alto de músicas indo no caminho oposto, de caráter mais motivacional e escapista pra trazer um pouco de paz e good vibes nos tempos atuais. Clicker vai nessa linha, com um dance-pop inspirado no disco, falando sobre o receio de encontrar as várias facetas de si mesmo e a pressão de se mostrar de uma determinada forma, comparando com o instrumento utilizado para treinar cachorros (“clicker”). É uma faixa super criativa, divertida de ouvir e inteligente.

A fanbase do N.Flying é minúscula fora da Coreia e do Japão, então vou divulgar tudo que eles fizerem SIM kkkk

LOSER, CHEEZE

CHEEZE é uma gatinha do k-indie que fez feat no EP do Seung Hyub que falei a pouco, então decidi dar uma olhada no lançamento dela dessa semana (algo que eu teria ignorado totalmente se não fosse este contexto). Num clipe super divertido, que imita sitcom infantis dos anos oitenta (como Punky, a Levada da Breca), LOSER é um dace pop mínimo introspectivo sobre o fato de não entendermos nós mesmos. A faixa até soa simplista, mas, dentro do caráter mais infantil que permeia o clipe e a interpretação vocal dela, até que fez sentido e ficou ligadinho.

Song Review: J.Don (Lee Seunghyub of N.Flying) – Clicker | The Bias List //  K-Pop Reviews & Discussion

E depois de oito músicas e uma hora escrevendo, minha dor de cabeça já tá bem fraquinha (amém). Fiquei chocado que teve vários lançamentos bons nesse Fundo do Mar (Kang Daniel, HOSHI, Wheein, CIX, o Seunghyub), indo tanto pro lado mais introspectivo reflexivo quanto pro lado mais escapista good vibes. É assim que eu gosto no k-pop, é para isso que eu vivo… kkk

Enfim, um bom fim de semana frio pra vocês (se estiverem em São Paulo como eu), se aqueçam bastante e comam confort food 💖 Beijinhos ^^

10 comentários em “Fundo do Mar (17/04): Seventeen, Wheein, Kang Daniel, N.Flying e mais…

  1. Acabou q só gostei do Hoshi mesmo, ultimamente to meio chato pra musica kkkkk (Por algum motivo não estou mais conseguindo usar a conta do twitter para fazer comentarios…)

    Curtido por 1 pessoa

    1. kkk Calma calma, uma coisa que sempre acontece comigo é que tem várias músicas e escrevo elogiando aqui (porque gostei mesmo e tals), mas depois elas ficam tão sem impacto no meu dia a dia que esqueço que existem kkk Talvez seja mais isto? kkk De toda forma, tem tempos que a gente tem menos paciência pra música e tudo soa meio igual kk Vamos torcer pra Maio trazer algo que você curta xD

      Curtido por 1 pessoa

      1. Eu vi os dois primeiros episódios e depois dropei… Até pensei em voltar por causa do casal principal (apesar de ter ouvido falar que tem uns rolês problemáticos), mas mudo de ideia quando lembro do casal do menino com o irmão kkk

        Curtido por 1 pessoa

      2. Volta a ver, o casal Muren licheng vale muito a pena. Quero muito ler seu review de history. O casal de tratamento pisiquiatrico a gente ignora. Mas passado isso vc morre de alegria.

        Curtido por 1 pessoa

      3. Ai, nem sei o que dizer por você querer ouvir minha opinião sobre a estória 🙈🙈 Posso voltar depois que Lovely Writer acabar 🤔 Aí minha watchlist vai ficar mais vazia e ter mais espaço kk Vamos ver :3

        Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s