In The Morning, ITZY: A PIOR sensação que uma música pode trazer

Eu não esperava fazer um post solo para isto, mas, como estou meio apavorado com a ideia de ter que comprar e aprender a usar tinta a óleo daqui um mês e o almoço está demorando pra chegar, resolvi escrever algumas palavras sobre o novo lançamento do ITZY que está dividindo opiniões no twitter:

Vamos começar com os acertos. Eles felizmente deixaram a tosqueira de “mafia” no título só pro título coreano mesmo e deixaram o título em inglês como só “In the Morning”.

E meio que acabou os pontos positivos.

O grande ponto da ruindade do single não é nem ele ser horrível em execução e apresentação, mas ele ser completamente genérico em ambos. Eu estava com nenhum hype por conta do título e do conceito e mesmo assim, não consegui tirar muita coisa boa da música, assim como não consegui tirar muita coisa ruim. E é aí que está o problema, a faixa emula tanta coisa que estamos tão acostumados que qualquer caráter diferenciador que o grupo teve em seus outros singles se perdeu (por mais que NOT SHY hoje seja uma barulheira sem noção pra mim, pelo menos é um pouquinho diferente do resto da manada de grupos).

In The Morning é, claramente, um single ruinzinho do Stray Kids feito com um clipe ruinzinho do Stray Kids (o próprio diretor é o mesmo de God’s Menu, o que diz muita coisa). Esses rapzinhos pagando de oppa vida loka, a analogia tosca de “ser como a máfia” e todo o cenário com roupas pretas e fogo no fundo é algo que o Stray Kids faria em seus momentos menos inventivos e seria rapidamente esquecido quando um single mais interessante do grupo aparecesse.

Então, ITZY escolheu seguir por um caminho perigoso nesse comeback, assim como o aespa debutando há uns meses atrás: a música e o clipe estão mirando tanto numa modinha que soam esquecíveis demais para qualquer impacto. Por mais que eu goste do grupo e tenha gostado de algo em todos os comebacks até aqui, In the Morning some da minha memória assim que termino de ouvir a música.

Não vou dizer que isto é uma queda do grupo porque ainda não ouvi o EP (o último EP delas foi bem legal de ouvir, então tenho certas esperanças), mas In the Morning é mais um fenômeno do que está acontecendo com a evolução do girl crush em tempos de BlackPink e barulheira industrial de tiktok: ESTÁ. TUDO. FICANDO. IGUAL.

A única diferença, na real, é que ao invés de emular o NCT (como a SM faria com o Red Velvet se ele estivesse vivo), ITZY está pegando referências da própria empresa e emulando o Stray Kids…

ITZY lança imagem teaser pôster de seu novo mini-álbum, Guess Who'. - Fm  Kpop Hits

O Aquário Hipster também tem Twitter!! Segue lá se quiser acompanhar surtos e comentários aleatórios de k-pop e BLs, com tweets ocasionais de artes e reflexões político filosóficas: @AquarioHipster

17 comentários em “In The Morning, ITZY: A PIOR sensação que uma música pode trazer

  1. Eu ate gostei ……sei lá ,o itzy tem um modo esquisito de fazer esse tipo de musica ,mas sobre a comparação de stray kids se tu pegar aquela parte do felix em god’s menu fica igualzinho certas partes da música do itzy .
    Sobre o álbum ele ta bem legal mais parece uma mistura de itzy ,bp e ateez …e ne nem gosto de ateez e tem ate participação especial da iú .

    Curtido por 1 pessoa

    1. Vou escutar de coração aberto e ver se vale a pena fazer uma Album Review ou comentar de alguma b-side no Fundo do Mar (chocado q a IU entrou)… Se ele for ok capaz de o single ate descer comigo com o tempo por ser menos barulhento que os outros singles delas

      Curtir

  2. Bem… o ITZY meio que já tem uma identidade na indústria, é arriscado inovar, mas é necessário… mas dessa ve eu passo.
    O refrão nem parece ser a mesma música do início, nem a coreografia conseguiu me fazer curtir um pouco mais. Pelo menos o Mv eu achei bem bonito, mas de resto eu não imaginava que elas trariam algo parecido.
    (Esse “Ma-fi-a me deixou um pouco constrangida?? Sei lá, só sei sentir😁)

    Curtido por 2 pessoas

    1. Então, a ideia de inovar é legal, mas trazer algo parecido deixa a inovação meio q vazia sabe? N sei… é meio fraquinho demais pro impacto que o grupo conseguiu trazer em todos os seus lançamentos (até visualmente)… E sim, esse Ma-fi-a é muito vergonha-alheia kkk Lembrei de umas tosqueiras da segunda geração tipo yayaya kkkk

      Curtir

  3. Eu tô surpresa comigo mesma por não estar achando essa música tão horripilante ou talvez meu nível de paciência seja relevado com elas_ por ainda serem relativamente novo e ter simpatia_
    Gostei de um ritmozinho aqui e ali mas claro que se colocar na mesma bandeja que Wannabe perde e feio.
    Um lado meu tá defendendo elas de alguns que tão tacando o pau_ mas defendem chernobyl lançadas por boygroups_ e outro tá torcendo intimamente pro restante da galera protestar e eles verem que não é pra pegar descarte de boygroup da empresa e darem pra elas_ achei o cúmulo terem pegado essas cores e estética do Stray Kids pra elas_
    Agora o que me chocou mais foi o mv meio simplório, eu esperava que fosse ter uma historinha de gatinhas ladronas ou que mandassem bater em um cara malvado e salvassem uma integrante. Mas nem isso. O visual preto tá muito simplório, o mais bonito é o branco.
    Ouvi o álbum e gostei de Shoot e Kidding Me_ que é a mais legalzinha_

    Curtido por 2 pessoas

  4. sabe um conceito que ate que tá dando barulho em alguns locais e não tô vendo ninguém apostando? Aquele pop rock ou pop punk que a Avril Lavigne apostava junto com outras bandas, ja tem duas músicas que ouvi que tava no topo e tava até bacaninha pra mim. Creio eu que o kpop pudesse dar uma melhorada nisso. Colocaria nelas do Itzy já que querem mudar e continuarem a serem quebradoras de padrões e com atitude.

    Curtido por 1 pessoa

    1. concordo muito contigo!!! esse “rock” que tem tanta gente apostando atualmente e não lança nunca deveria ser algo mais explorado, porque tem muitas chances de se tornar tendência e marcar o ano como algo relativamente bom. pena que só serviu pra atrair buzz e lançar um drop qualquer 😦

      Curtido por 1 pessoa

      1. Pois é, eu torcia demais pra ser implantado no kpop e sairem um pouco desses batidões e refrão malvadão atrevido clichê.

        Curtido por 2 pessoas

      2. Tenho a impressão que este estilo tem muito cara de “banda” na coreia sabe? Toda vez que vi algo assim de lá sempre foi de uma banda (seja meio idol ou tenha um caráter indie) então deve ter um público doméstico bem diferente do k-pop… Elas mesmo já flertaram com isto em umas duas b-sides mas não sei… Talvez seja só uma questão de tempo pra vir algo assim da parte delas (seria bem legal :3)

        Curtido por 1 pessoa

  5. O lado bem ruim do Stray Kids mesmo, se fossem eles fazendo esse “ma-ma-fia-a-a” eu iria continuar detestando. Tem um MV deles pra um lançamento em japonês “All in”, que tem muitas partes que esse clipe delas me lembrou, principalmente o fogo e elas desaparecendo e reaparecendo do nada. Sei não, viu, eu gosto da sonoridade do Stray Kids e pensei que seria interessante ver Itzy com um conceito parecido, eu estava totalmente enganada.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Acho que justamente por lembrar tanto o Stray Kids que não deve funcionar sabe? Porque parece que elas tão meio que imitando eles e perderam um pouco a identidade que vimos nos lançamentos anteriores (ainda mais sendo elas um girlgroup e eles uma boyband… se fosse boyband imitando girlgroup talvez até soasse menos derivativo)

      Curtir

  6. Acho super triste que a 4th gen esteja assim (e ainda mais quando falamos de big3). NCT (não é 4th gen tirando o WayV mas antingiu mais popularidade durante ela) e suas units cada vez mais genéricas; Itzy servindo o mesmo conceito sem inovar nada há séculos e eu nem vou falar da YG aqui. O pior é que mesmo os grupos mais antigos (como o SHINee cujo último single lançado até a publicação desse comentário é pavoroso) acabam seguindo o mesmo fluxo.
    Não sei vocês, mas sinto falta da originalidade dos grupos da 2th gen até alguns da 3th gen. As coreografias pareciam exclusivas das músicas que estavam sendo performadas, não eram só movimentos largados para dizer que os idols estavam dançando e tinha como sentir a essência da empresa + grupo durante as performances (na minha humilde opinião, o último grupo a fazer isso muito bem feito foi o EXO na era de The War se eu me esforçar para acreditar nisso – apesar de Monster ter sido sim o ápice impossível de ser refeito por qualquer um na indústria).

    Curtido por 1 pessoa

    1. Você chegou a ver o repack do ShiNee com Atlantis? Achei que deu uma melhorada em comparação a barulheira de Don’t Call Me x.x’

      Nessa nova geração acho que as inovações tão vindo mesmo das empresas e dos nomes menores, as grandes ficaram tão confortáveis que é só seguir a modinha e investir grana que já hita

      Curtir

Deixe uma resposta para anosde93 Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s