YDestiny, Sunday: Quem diria que MaxNat tem química? | BL Review

Nossa, as views do primeiro post do YDestiny foram tão BAIXAS que eu até reconsiderei se postava ou não a resenha do arco de Sunday 😅 Mas, como 90% do post já estava escrito, eu pensei: por que não?

BL UPDATE's tweet - "[STILLS] Y Destiny: SUNDAY EP 4 #YDestiny | Updates  every Tuesday with 2 hours window for interfans from 11PM to 1AM GMT+8 on  YouTube: AIS PLAY. #YDestinyEP4 #YDestinySunday #MaxNat " - Trendsmap

Como o próprio dorama não se preocupa com roteiro, nem vou fazer a introdução oficial com a sinopse (até porque a categoria de “clichê” abaixo é, basicamente, a sinopse kk), então vamos as características do arco Sunday:

Color Coded: Vermelho

Clichê: roleplay de professor+ riquinho mimado se apaixona pela pobre inteligente

Música(s) tema: จะบอกเธอว่ารัก, The Parkinson (Funky Wah Wah Remix) e คำบางคำ, sqweez animal (Funky Wah Wah Remix)

BL UPDATE's tweet - "[STILLS] Y Destiny: SUNDAY EP 4 #YDestiny | Updates  every Tuesday with 2 hours window for interfans from 11PM to 1AM GMT+8 on  YouTube: AIS PLAY. #YDestinyEP4 #YDestinySunday #MaxNat " - Trendsmap

Sunday foi a salvação do dorama pra mim (se não fosse a promessa que os teasers desse casal trouxeram, eu provavelmente nem teria terminado de ver o Tuesday), muito pela forma como montaram os papéis do Max (que interpreta Sun) e do Nat (que interpreta o Naeun). Colocar o Nat, mais novo e mais baixo, com o papel de rico mimado mudou toda a dinâmica esperada pra este clichê, deixando o negócio menos “problematizável” no final. Junta-se isso a umas roupas fashionistas e um mínimo de roteiro, e já fica um negócio bem mais agradável de se assistir.

Acho incrível como conseguiram tirar leite de pedra dessa casal terciário de Why R U que mal teve 10 minutos de screentime (e o que teve foi uma coisa terrível). Eles conseguiram entregar uma química natural aqui e a transição do Sun para começar a se sentir atraído, e depois gostar, do Naeun foi mais orgânica. Com o Nauen já gostando do Sun desde o começo e partindo pra cima de uma forma bem espevitada, a coisa fica um pouco mais verossímil e o fanservice soa um pouco menos forçado.

O grande problema ainda cai no roteiro, mas foi algo menos estrutural. Se deixassem as cenas de fanservice como algo que decorresse com o passar dos dias (ao invés de ser tudo num dia só), ia soar melhor. Se o conflito do Nuen aparentemente já ter um caso com outra pessoa fosse mostrado antes e melhor desenvolvido, ia soar melhor. Se mostrasse no final o Sun conseguindo ir no show da banda Save Sunday (que, afinal, foi o motivo catalisador pra ele aceitar o emprego de professor!), ia soar melhor. São pequenos detalhes que, na falta, deixaram a estória como algo só agradável e passável ao invés de algo bem feitinho.

A utilização do color coded aqui foi, novamente, excepcional. Não apenas cada cena tinha vermelho, mas Naeun ficou com um tom de azul para criar um contraste com Sun. Foi um design de personagem sob medida, muito bem estruturado com figurinos e iluminação nas cenas… Como artista visual, foi muito bom ver o cuidado que tiveram em passar o contraste dos personagens desta forma (só é uma pena não terem o mesmo cuidado na narrativa, né?).

A música da vez, na verdade, são duas, com dois remixes de Funky Wah Wah, que deve ser um DJ fã dos anos oitenta, porque ambas são ótimos exemplos de baladonas da synthwave, que refletem um pouco este caráter conflituoso entre o Sun e o Naeun nas melodias super marcadas, mas deixam claro que eles são um casal mais fofo que sexy pelos harmônicos fininhos dos vocais (e tem um clima de final de ano que combina com a narrativa… Você também não teve a impressão que esta estória se passou meio perto do Natal, pelos pinheiros decorados que apareceram?)

A música da The Parkinson (não consegui achar transliteração dos títulos das músicas pro nosso alfabeto T.T) parece vinda direto de qualquer banda da modinha de 1985, sendo brega em toda a sua construção (mesmo sem ver a tradução já dá pra SENTIR a letra vergonha-alheia kkk) ao seguir os modismos da synthwave de uma forma BEM literal. A do sqweez animal, por sua vez, segue uma interpretação mais moderna do que chamamos de “synthwave”, mantendo os sintetizadores bem mais suaves e aveludados (o que combina com o vocais etéreo agudíssimo). Juntas, as faixas criam um bom contraste entre o velho e o retrô, conseguindo ser impactantes por si só dentro e fora do dorama, como se aprofundassem um pouco o clima que a estória bem fofinha e escapista de Sunday tentou passar.

Sunday conseguiu, ao contrário de seu antecessor, fazer com que as duas horas que passei assistindo valesse a pena e mostrou que o ship MaxNat tem sim química pra ser explorada em vários papéis (e vão ser! Eles estão confirmados em Cute Pie e tem um episódio próprio em Close Friend). O roteiro não é dos melhores, mas consegue entregar algo minimamente divertido para se passar o tempo.

E foi isso. Eu não adicionei muito mais além do que tinha escrito há umas duas semanas (quando terminei de ver esses dois episódios). Como o post do YDestiny Tuesday foi um recorde negativo de views, eu dei uma desistida de acompanhar e resenhar cada trama… (só se este post for super bem, mas eu duvido 😅 kkk), é muito tempo escrevendo uma review pra cada arco que eu posso usar escrevendo outros posts aqui no blog que: 1. vão ser mais legais de escrever (até porque deu pra perceber que quase nenhuma destas estórias do YDestiny vai ter salvação) e 2. quem acompanha o Aquário vai gostar mais de ler. Só vou fazer resenha mesmo da trama do Talay com o Yoon e o Perth (Friday, se não me engano…), porque adoro os três atores e parece ser a única que vai ter um roteiro decente de toda esta antologia…

Confira as outras BL Reviews do Aquário Hipster clicando aqui ^^

BL UPDATE's tweet - "[STILLS] Y Destiny: SUNDAY EP 4 #YDestiny | Updates  every Tuesday with 2 hours window for interfans from 11PM to 1AM GMT+8 on  YouTube: AIS PLAY. #YDestinyEP4 #YDestinySunday #MaxNat " - Trendsmap

O Aquário Hipster também tem Twitter!! Segue lá se quiser acompanhar surtos e comentários aleatórios de k-pop e BLs, com tweets ocasionais de artes e reflexões político filosóficas: @AquarioHipster

5 comentários em “YDestiny, Sunday: Quem diria que MaxNat tem química? | BL Review

  1. Super curti essa ideia conceitual com cores e dias da semana, mas ver que eles não investem em roteiro e tacam fanservice pra encher linguiça ao invés de desenvolver a relação entre eles desanima um pouco. Até dei uma desistida de assistir, mas vou conferir pelo menos um arco só pra sanar essa satisfação estética (amo ambientações com cores frias. É sério, é muito satisfatório)

    Curtido por 1 pessoa

    1. È um baita balde de água fria, né? Vou ficar só no arco do Talay mesmo, o meu hype ficou tão BAIXO depois de eu ver os teasers do terceiro arco que mesmo tendo alguns que tem um pessoal legal do YYY não dá vontade de assistir não kkk

      (Nossa, sério? Nunca parei pra pensar se com cor fria ou quente era mais agradável 🤔 Vou ver o que sentirei quando me deparar com algo assim de novo xD)

      Curtir

      1. O melhor é o Puth e Kaeng. Eu queria muito saber o nome da música tema deles mas não sei como encontrar.

        Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s