Lovely Writer: Ficou ruim ao ponto de eu DESISTIR de terminar | BL Review

Lovely Writer foi, pra mim, uma das grandes apostas de 2021, com a proposta de trazer uma grande produção fora do eixo da GMMTV, ainda fazendo críticas aos bastidores da produção de séries e novels BL. Eu JURAVA que este e A Tale Of A Thousand Stars iriam entrar na minha lista de favoritos… Com o das estrelas isto aconteceu, já com Lovely Writer, bem, a coisa só foi de mal a pior…

Imagem

Lovely Writer (Amável Escritor) é o segundo BL do canal 3 (Channel 3) da Tailândia, um dos maiores do país (que, inclusive, foi o PRIMEIRO canal comercial da Tailândia, tendo estreado em 1970 – olha como a história da mídia vai mudando de país pra país, né?). O canal vem numa medida agressiva competir com a GMMTV (que é um canal de segundo escalão em comparação), assim como a Nadao (I Told Sunset About You), o Channel 7 (Hidden Love) e por aí vai. Além deste, eles já lançaram Gen Y e estão para lançar ainda neste ano Golden Blood e o hypadíssmo The Miracle of Teddy Bear.

No total, são 12 episódios que variam de 35 minutos a 1h30 de duração, contando a estória de Gene (Up Poompat) um escritor professional que hitou com sua primeira novel BL, Bad Engineer, e está no processo de escrever outro BL que consiga o mesmo nível de sucesso. Enquanto isso, Bad Engineer está sendo adaptado para live-action e, participando dos bastidores da futura série, Gene percebe que o ator escalado para fazer um dos protagonistas, Nubsib (Kao Noppakao), está descaradamente flertando com ele.

Para conseguir equilibrar a leitura de quem nunca viu o dorama e quem viu, eu vou (que nem em todas as reviews de BL aqui do blog) primeiro tentar falar sem spoilers o porquê o dorama me decepcionou ao ponto de eu sequer conseguir terminar e, depois de um aviso, eu solto os cachorros e critico TUDO que me irritou nessa bodega (assim não estraga sua experiência se você curtiu a ideia do dorama e ficou com vontade de ver) ^^

Imagem

Já começo falando que vi até um terço do episódio nove (o resto eu peguei por spoilers e reviews internet a fora), então as minhas impressões refletem o dorama até este ponto (que eu não tive mais PACIÊNCIA pra acompanhar o caminho que a trama estava percorrendo).

Antes mesmo do BL em si, algo atrapalhou muito Lovely Writer: a expectativa. O dorama estava prometendo demais e elevando DEMAIS a expectativa de seu público. Tudo dava a entender que o BL seria uma grande desconstrução da indústria, algo que atiçou a curiosidade de muita gente (principalmente nós, que estamos bem distantes dos eventos e tudo mais) e prometia gerar muitas críticas ácidas a pessoas famosas do BL Tailandês (na real, boa parte do subtexto na adaptação da primeira novel do Gene faz referências a TharnType e sua autora MAME, cuja adaptação da primeira temporada foi dirigida pelo Tee Bundit, o mesmo diretor de Lovely Writer).

Novamente, tudo para ser um dos melhores BLs do ANO. Mas, né, quanto maior a altura maior o tombo…

Se você está interessado em assistir, eu recomendo não ver muito do material promocional. Não veja o trailer, não veja fotos dos bastidores, lê a sinopse e já começa o primeiro episódio, porque aí a expectativa do que o dorama poderia ter sido não vai te contagiar ao ponto de você ficar com raiva dele no final (como eu 😅).

Considerando além de sua proposta e do marketing que fizeram em cima do BL, Lovely Writer entra pra grande lista de BLs que são ok, tem algumas ressalvas e muita enrolação. Não é uma bomba problemática sem sentido, mas também não é o suprassumo do romance gay. Misturando um pouco de realismo com um pouco de novelão das nove, o casal principal tem potencial pra fofura, com vários momentos românticos e cenas interessantes, o protagonista é extremamente carismático e os personagens de apoio são muito bem apresentados, com algumas referências e críticas a indústria aqui e ali.

Agora, levando em conta tudo que o BL prometeu e foi criticando da indústria BL durante sua trajetória, as coisas chegaram a um ponto em que eu me senti enganado. E eu vou espumar sobre cada detalhe disto a seguir.

Agora, começa a sessão de SPOILERS depois da imagem abaixo, então, se você quer ficou interessado em assistir e não quer pegar SPOILERS por causa do post, é só parar por aqui (ou descer até o último parágrafo de conclusão, se quiser).

Assista Lovely Writer temporada 1 episódio 4 em streaming | BetaSeries.com

Em seus primeiros episódios, Lovely Writer cria uma base muito sólida para seu casal principal e seus dois casais secundários. Além de Gene e Nubsib, temos: Aey (Bruce Sirikorn), o ator que faz par com Nubsib em Bad Engineer, junto de Mork (Chap Suppacheep), que faz o macho secundário de Bad Engineer; e os dois gerentes de Nubsib e Aey, Tum (Ken Prarunyu) e Tiffy (Zorzo Natharuetai), na cota de casal hétero do dorama.

É tudo apresentado com muita clareza narrativa e muita preocupação em dar a todos os seis personagens tempo de tela suficiente para ficarem na nossa memória:

  1. Gene está sendo pressionado a escrever mais um BL, apesar de não gostar do gênero e ter vergonha de sua primeira obra
  2. Nubsib tá gamadão no Gene e gera a curiosidade para sabermos o porquê e como ele ficou tão investido nisto tão rápido
  3. Aey, que aparentemente gosta do Nubsib, tem problemas com a família depois que a irmã dedou para o pai que ele estava namorando um homem e planejando abrir uma confeitaria. Neste contexto, o homem só fugiu e levou o dinheiro…
  4. Mork é amigo da família de Aey e atua como meio de campo entre ele e a família, tendo um crush não correspondido no outro
  5. Tum é um homem que se dá melhor em coisas mais “femininas”, como maquiagem, e está tentando ganhar coragem pra se declarar para Tiffy, que acha que ele é gay, enquanto lida com os problemas do seu trabalho
  6. E Tiffy é uma mulher que se dá melhor em coisas mais “masculinas”, como mecânica, que, bem, tá lá sendo linda, maravilhosa e porreta durante o começo do dorama

Foi redondinho DEMAIS. Sério, os primeiros episódios são um alívio de se ver porque foi o primeiro BL tailandês que parecia realmente investir com cuidado em todos os casais da trama, além de ter Hin (Kenji Wasin) como suporte do Gene e com sua própria trama de querer se tornar um escritor de BL correndo no fundo. Narrativamente, a trama parecia estar tão bem amarrada que dava ainda mais força as críticas que eles faziam a supersexualização das novels (colocando mais cenas hot, por exemplo) e a subestimar o público de BLs com tramas clichê. A própria estrutura do dorama era algo mais complexo e bem-feito que a maioria e isto, por si só, já mostrava que este BL entrou no mercado pra realmente elevar o jogo.

Até começarem os episódios focados unicamente no Gene e no Nubsib. Eu não sei qual episódio específico foi (talvez tenha sido o três… ou o quatro), mas teve um episódio INTEIRO em que apareceu APENAS o Nubsib e o Gene dividindo apartamento por um motivo fraco demais pra combinar com o refinamento da narrativa. E aí vieram cenas de fanservice sob o pretexto do Gene aprender melhor a pegação gay pra descrever no livro (com o Nubsib se oferecendo, claro) e um beijão de língua.

Ok, ok… Eu entendo que um episódio desses é importante pra dar profundidade pra personagens específicos… Mas não foi só esse, teve MAIS, MUITO MAIS.

Sério, em oito episódios e pouquinho, provavelmente o tempo de mais de três episódios inteiros foi só nisso. As vezes tinha alguma ceninha de dez minutos de outro personagem e logo voltávamos a Gene e Nubsib brincando de casinha numa das tropes mais antigas e usadas nos doramas.

E como fica a crítica de “subestimar o público BL com clichês” nesse contexto?

Lovely Writer The Series

Calma que tem mais.

Existiu, durante a primeira metade da trama, um certo mistério envolvendo a figura do Nubsib. Ele estava se mostrando perfeitinho DEMAIS pra soar verossímel. Ele era educado, era fofo, era gostoso… Tinha alguma coisa de errado naquele moleque e, na metade do dorama, nos é revelado que ele é um amigo de infância de Gene. Outro clichêzão de dorama que existe há décadas…

Ok, ok, mas aí eles retratam isso de uma forma realista, com o Gene sendo um adulto sensato e achando aquilo o cúmulo. Vamos aos outros cas- NÃO! teve flashback de um episódio INTEIRO.

Então, vejam, pelas contas, em sete episódios, tivemos uns três de brincar de casinha, um de flashback e só o tempo de DOIS EPISÓDIOS para a trama que eles prometeram. Para a sinopse. O FOCO DO DORAMA QUE QUER SER DIFERENTÃO NÃO É O FATOR DIFERENTÃO QUE ESTÁ NA SINOPSE!!

Calma que ainda tem mais.

Isto poderia mostrar uma mudança no personagem do Nubsib. Afinal, ele poderia apenas estar fingindo dissimuladamente que é perfeitinho pra conquistar o Gene. Mas ele CONTINUA. E continua do pior jeito possível.

Sabe aquelas frases de BLs de 2016 que falam “não converse com mais ninguém porque tenho ciúmes”, “não quero nada na vida, só quero você” e todas essas coisas meio bizarras que, fora de um contexto de carência, dá vontade de mandar todos os personagens pra terapia? Então, ESTE é o Nubsib. ESTE é o protagonista do dorama que CRITICA o que os outros BLs fazem… Mas faz igual.

Calma que, sim, tem mais.

No tempo de tela que dava, Aey e Mork estavam começando uma trama bem interessante e bem novelesca, com brigas de família na mesa de jantar, beijos que depois viram tapas e por aí vai… É criada toda uma ambientação para nos sentirmos na pele do Aey, como ele foi tratado injustamente pela família, e como a produção de Bad Engineer é um jeito de ele escapar da realidade. Ele rejeita Mork por se sentir infeliz consigo mesmo e, no fundo, é mostrado como uma pessoa que é violenta e rancorosa porque o mundo foi violento e rancoroso com ele (naquele pique de violência gera mais violência, sabe?).

E o que me fazem? ME TRANSFORMAM O MENINO EM VILÃO.

Isto mesmo, em VILÃO. Dá pra acreditar? Um dorama que critica o quanto as traminhas básicas subestima a inteligência das leitoras de BL precisa criar um VILÃO sendo que tem todo o CONTEXTO DA INDÚSTRIA BL pra assumir este papel.

E pelos spoilers que eu vi ele nem acaba bem e é abandonado por todo mundo. Sério, eu fiquei com um ÓDIO. Aey era aquele personagem falho com o qual nos identificamos muito mais do que os mais “perfeitinhos” (cof cof Nubsib cof cof) e destruíram o arco de personagem dele PRA NADA.

Sem contar que inventaram que o menino gostava do Gene só pro Nubsib dar uma de macho alfa e afastar ele a qualquer custo. Sério, o Nubsib foi muito cruel nessa. Passou a perna no Aey, porque deu em cima do Gene a rodo e nem deu a chance dele tentar, e ainda fica chamando ele de “vilão” e “cruel”.

Só tenho uma palavra pra isso: PA-LHA-ÇA-DA.

Calma que tem mais AINDA.

O único casal que tinha sobrevivido a esta péssima progressão de escrita era o hétero. Normal, né, geralmente os casais héteros de BL são bem escritos mesmos. Até o Tum declarar seus sentimentos e a Tiffy, SEM QUALQUER RAZÃO LÓGICA, achar que ele tá zoando com a cara dela ou algo do tipo. Nem fizeram um esforço pra tornar o motivo dela plausível, só jogaram isso pra gerar uma tensão perto do final. COMO UM MONTE DE BL PORCARIA FAZ…

E, nesse balaio, o coitado do Hin também foi sacrificado. O personagem SUMIU por uns cinco episódios e depois voltou DO NADA todo diferente (até em figurino mesmo). O arco de personagem dele ficou aparentemente totalmente esquecido e ele funciona só como escada pro casal do Gene e do Nubsib.

E aí, pelo que eu vi nos spoilers, nos três episódios que eu não assisti teríamos a saída do armário do Gene e a descoberta do relacionamento pelas fãs do dorama. Dada a velocidade que a trama caminhava, dificilmente conseguiriam trabalhar essas coisas direito, quem dirá os outros personagens… Sem contar que os fãs descobrindo do namoro aparece no TRAILER. Como assim você enrola tanto que uma parte do trailer só aparece NO EPISÓDIO ONZE?!?!

Pra finalizar positivo (haha), decidi colocar aqui a única coisa que gostei no começo do dorama e não foi estragada depois: o personagem do Gene realmente foi algo que me surpreendeu. Como um escritor (em hiatus na real, mas se você digitar “fanfic” na pesquisa do blog vai achar umas estórias ficcionais minhas de uns anos atrás kk), me senti muito representado pela forma como ele precisa de motivação pra escrever. Parece bizarro, mas realmente funciona daquele jeito (pelo menos pra mim kk): sem inspiração nenhuma por muito tempo e aí do nada fico sentado digitando que nem um doido como se estivesse possuído (com os posts as vezes acontece isso também kk). Além de, claro, o ator mais baixo que entra no estereótipo do “passivo” ser alguém SUPER ranzina foi uma mudança bem vinda pra este tipo de personagem…

Mas é só isso que dá pra elogiar mesmo…

Lovely Writer (2021) poster

Em meio a todo este contexto, o que Lovely Writer critica da indústria BL parece vazio, como um fio/thread lacrador do twitter escrito sem pensar ou pesquisar muito. Ele faz um grande alarde sobre os problemas mais espalhafatosos da indústria, como cenas problemáticas e rinhas nos bastidores, mas não tem sensibilidade o suficiente pra entender sua própria máxima de “não subestimar as fãs de BL”.

Com seu enredo porco, seu foco excessivo em fanservice no casal principal e seu apoio enorme em clichês narrativos do gênero, Lovely Writer subestima E MUITO as fãs de BL, achando realmente que vou engolir esse discursinho sem uma trama mais sólida e bem pensada. A meu ver, a autora da novel que originou o dorama não tinha bagagem o suficiente pra criticar o que queria criticar (e ninguém pensou que poderia melhorar isto nos bastidores) e deu no que deu…

Agora é ver Call It What You Want (que tem a mesma premissa de criticar a indústria BL) e conferir se eles escorregaram tanto quanto Lovely Writer (duvido)…

Confira as outras BL Reviews do Aquário Hipster clicando aqui ^^

P.S. E com este post eu aposento meu icon do Gene… É bizarro como este BL foi de um dos que eu estava mais gostando para um que eu detestei

P.S.S. Eu não achei imagens muito boas pra colocar no post e, como eu queria que ele já tivesse postado hoje (pra não encavalar com o comeback do EVERGLOW amanhã) coloquei as melhores que encontrei… Comenta aí, faz muita diferença pra você as imagens que aparecem ou não?? 🤔

O Aquário Hipster também tem Twitter!! Segue lá se quiser acompanhar comentários aleatórios de k-pop e BLs, minha “stream” textual jogando Pokémon e tweets ocasionais de artes: @AquarioHipster

7 comentários em “Lovely Writer: Ficou ruim ao ponto de eu DESISTIR de terminar | BL Review

  1. Menino eu larguei ele no ep do flashback kkkkkkk e acho que foi a melhor coisa que eu fiz viu, mas mesmo com o final do BL eu ainda tinha visto muita gente elogiando ele sabe! Tipo falando como ele foi importante para a indústria BL e essas coisas e eu fiquei tipo ” Querida você assistiu a mesma coisa que eu ?”
    Eu acompanhei essa sua trajetória de ter começado amando o BL e depois ficando com tedio dele e agora a odio kkkkk pensando se vejo esse Call It What You Want…
    Alias eu gosto quando tem fotos/gifs acho que deixa o texto mais leve sei lá kkkk

    Curtido por 1 pessoa

    1. Nossa, fez muito bem kk Perdeu menos tempo nisso kkkk Eu não entendo esses comentários. Será que a percepção das pessoas é rasa assim pra críticas? Tipo, só isso (que é tão pouco) é o suficiente? Até em resenhas mesmo tem um pessoal que é bem genérico na análise… Sei lá, com a popularização e coisas mais tchans surgindo (olá 1000stars 👀), quem sabe isso vai dando uma mudada?

      É bem bizarro, né? Eu tava amando MUITO no começo kk E terminou bem assim… O que uns episódios ruins não fazem com a gente, né? kkkk Deve ser melhor o Call It What You Want, pelo que eu vi tem mais participações de LGBTQIAs, sem contar que são poucos eps, então a margem pra errar é menor também 😅

      Bom saber!!! Vários posts eu escrevo meio na correria, então as imagens acabam assumindo um segundo plano (a ideia de ter um cronograma era pra ser mais planejado, mas ainda não tá acontecendo assim não kk), mas vou continuar a colocar elas (mesmo que não sejam as melhores kk)

      Curtir

  2. Falou tudo e mais um pouco. Parei exatamente onde vc parou, tava demais já. Que desculpa de merda foi essa de darem viagra pro Sib, e pior, o Gene achar que tem que ficar lá pra “saciar” a fera… teriam tantas outras ocasiões pra acontecer o ato, mas não, sempre tem que ser numa situação assim.
    Aey era meu personagem preferido, de longe o mais complexo da trama. A maneira que ele estava sendo trabalhado me fez achar diversas coisas, menos que ele se tornaria o “vilão”, e pior, teria a brilhante ideia de colocar viagra na bebida do Gene… gente, estamos falando de rebelde ou o que?
    Sério, fiquei revoltada pacas, botei expectativa a rodo e curti tudo o que consegui dos primeiros episódios. Eu poderia passar o dia inteiro escrevendo tudo o que me revoltou kkkkk
    Fiquei triste com o rumo de uma série que parecia ser tão promissora… meu pódio continua com a primeira temporada de wbl e é isso😕
    (Eu gosto das imagens, fico parando pra ver😁)
    Pelo menos essa série rendeu esse post maravilhoso, que também rendeu risadas, então tá tudo certo.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Aiii brigado pelos comentários textões e pelos elogio xD Fico muitp feliz que tenha gostado do post 💖

      MANO, eu nem sabia do rolê do viagra… Que porcaria x.x’ Sério que esse tipo de trama é a “transgressora”?? O.o’ Sobre o Aey, é só a tristeza… Ainda mais parando pra pensar q ele é o ator gay do rolê… Justo o que ficou com o papel de vilão é o gay assumido 🤡

      (Que bom que gostaa xD Tô tentando me planejar pros próximos posts pras imagens não ficarem só pro final e eu escolher melhor 😁)

      Curtir

  3. Não sei o que aconteceu, já comentei em dois post de resenha de bl aqui e fui tombada kkkkk o bug só vem quando faço textão, é incrível.
    Resumindo, concordo com tudo e é isso aí.
    Parei no mesmo ep que vc citou, não tava mais funcionando, não tive mais paciência.
    Outros pontos “maravilhosos” pra serem citados, por exemplo, é o fato do Gene simplesmente ter agido como um verdadeiro bastão quando o Aey colocou viagra na bebida dele. Porque pestes ele não contou pro Sib, e ainda por cima achou que tinha a obrigação de “acalmar a fera”? Porque o ato deles aconteceu nesse contexto? Sério, poderiam criar diversos outros contextos pra isso acontecer, mas preferiram fazer exatamente o que tanto criticaram…
    Sobre o Aey, fico triste por ver um personagem tão bom servindo apenas como o carinha da ponta exclusa do triângulo amoroso. De longe era o meu preferido, parecia ser o mais complexo, mas aí me tacam a brilhante ideia de fazer com que ele coloque viagra na bebida de alguém… tipo? Estragaram um personagem só pra criarem um contexto “selvagem” pra que rolasse algo entre os protagonistas. Realmente odiei o fato de um personagem tão bom ter sido tão mal usado assim.
    O Sib me irritou desde o terceiro episódio, tenho até uma raivinha daquele sorrisinho cínico dele (tadinho do ator, as vezes fico com má impressão por culpa do personagem, daí vou procurar mais sobre ele só pra não ficar assim kkkkk)
    A decepção foi grande, mas pelo menos rendeu esse post muito bom👏👏👏

    Curtido por 1 pessoa

    1. Conferi aqui já e acho que já destombei todos 😅 Não sei o que acontece… Vou dar uma pesquisada sobre (e ir conferindo de tempos em tempos também pra ver se tem alguém barrado), valeu pelo aviso 💖

      Eu fico com ranço dos atores também kk Dou uma pesquisada pra dar uma mudada nisso (mas acho que o Kao, que fez o Sib, só fez papel meio blasé – no UWMA ele era o personagem mais fraquinho, apesar do ship dele com o Earth ter ficado bom – espero que no próximo projeto ele pegue um papel melhor kk)

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s