Hello, Joy: A Magia de uma Princesa Disney

Mal deu tempo do Fundo do Mar ficar como último post e já temos dois comebacks comentáveis hoje!! kkkk Vamos começar com a Joy, que já foi minha preferida no meu passado de revluv (laaa em 2015/2016), pelo simples fato de ser a única que eu identificava fácil na era do clone concept kkkk De toda forma, ela prometia um álbum de covers cheio de baladinhas mornas que nem a série A Flower Bookmark da IU, mas o single parecia que ia ter um pouco mais de pulso e, pelos teasers, nos fez fantasiar com algo tão surpreendente quanto o cover de Wonder Woman das Brown Eyed Girls

E não é que conseguiu?

Hello é um remake de Goodbye, uma música de 1999 da cantora Park Hye Kung, que, curiosamente, tem o mesmo estilo “fanfarra” da versão original de Wonder Woman. Tem muita inspiração em j-pop noventista nessas duas faixas, que, por sua vez, tem muita inspiração na bossa-nova e no jazz, causando uma certa aproximação pros nossos ouvidos (principalmente se algum de seus pais te fez crescer ouvindo bossa-nova).

Na versão da Joy, o instrumental claramente está modernizado (a música foi rearranjada pela Kenzie), deixando os versos com uma pegada mais tropical (mas não house, que fique claro kk) e o refrão ainda mais explosivo com os metais trincando no fundo conforme ela vai gritando. O próprio tom da Joy aqui está bem mais fino que o original e, apesar da voz dela não ser exatamente assim, acredito que isto foi uma decisão estilística muito bem acertada.

Em seu clipe, Hello eleva a mensagem positiva da letra, com a Joy procurando se reencontrar depois de um provável término de relacionamento. Passada a fossa inicial, ela junta suas coisas e parte numa aventura na estrada, sozinha, longe da vida mais modernizada da cidade. No caminho, ela encontra uma criancinha indígena perdida e a trama dela se torna a caçada pra encontrar os pais da menina, passando por pequenas comunidades interioranas da Coreia que fogem (e muito) ao nosso radar enquanto capopeiras e capopeiros: surfistas, mergulhadoras, xamãs, motoqueiros, agricultores, povos originários… É um retrato mais orgânico da Coreia, que encontra na figura da Joy uma espécie de grande personificação da gentileza e da boa-venturança, tal qual uma princesa Disney.

E, assim como uma princesa Disney, ela encanta todo mundo em seu caminho (elas até encontram um cachorrinho no meio), experimentando um novo tipo de viver e aprendendo um pouco com cada grupo novo que encontra. A criança traz esta ingenuidade e positividade que contagia nossa heroína e a faz se transformar totalmente (compara a Joy no começo com a Joy no final do clipe, pra ter uma noção mais clara), percebendo cada vez mais esta magia que possui dentro de si. Algo que todo mundo já via, menos ela.

É lindo demais… Eu vi o clipe umas três vezes e nas três eu quase chorei. Sério. Existe um motivo para as heroínas da disney dialogarem tanto conosco ao envolver a busca por autoconhecimento e o desejo por algo mais do que o nosso dia a dia. A Joy traz isto TÃO BEM que todo o lançamento desce como uma luva, ganhando muito mais naturalidade e personalidade que a cantoraaaah Wendy.

Assim como a Rafa, eu acredito que ela teve uma boa dose de liberdade criativa aqui e, no fim, ela não quer ser a grande gostosa que nós acreditávamos que ela queria ser. Dá uma certa decepção (ainda mais com um álbum de covers), mas o projeto foi muito bem amarradinho e, vendo o clipe em ação, realmente combina muito com a Joy (e com tudo que ela vinha fazendo em papeis de dorama e OSTs).

O EP, desta forma, ganha uma nova roupagem, como se ele fosse um conjunto de músicas que Joy ouvia quando criança e canta para a menina durante a viagem do clipe. São várias baladinhas antigas? São. Mas cada uma tem um fator minimamente diferenciador e conseguem ser uma boa ouvida calma para tocar ao fundo enquanto você faz alguma tarefa doméstica, desenha, borda, escreve, enfim…

Existe um caráter mais orgânico e natural aqui que evidencia o quanto esta corrente está cada vez mais forte no k-pop. Não só digo sobre covers antigos, mas toda a estética e mensagem de algo mais natural, mais emotivo e distante dos clipes de caixa e das faixas pré-produzidas que marcam o k-pop até hoje. YooA deu um grande passo neste sentido no ano passado, falando da nossa relação com a natureza e, neste ano, a Joy mistura isto com a nostalgia retrô para entregar um lançamento que fala da nossa relação com outras pessoas.

JOY – Hello (Special Album) | ♥ Bubble Days...

É um lançamento LINDO. O clipe é um dos mais orgânicos e empáticos que já vi e a música conseguiu trazer esta onda nostálgica sem ser numa faixa chata que não vai pra lugar nenhum (como acontece em 90% das baladas coreanas). O álbum ganha pontos em meio ao conjunto da obra (clipe + photobook + single) e traz algo leve e calmo, que nos convida a trazer um pouco mais de tranquilidade e positividade pra nossas vidas corridas. Algo que, considerando os tempos atuais, precisamos muito mesmo…

P.S.: É capaz de ter Album Review do EP aqui!! Não vai ser prioridade do cronograma de reviews de Junho, mas, se sobrar um tempinho, vou fazer um post sobre… Este EP ficou parecendo um abraço quentinho 💖

O Aquário Hipster também tem Twitter!! Segue lá se quiser acompanhar comentários aleatórios de k-pop e BLs, minha “stream” textual jogando Pokémon e tweets ocasionais de artes: @AquarioHipster

7 comentários em “Hello, Joy: A Magia de uma Princesa Disney

  1. Enquanto eu assistia o MV eu me senti com 11 anos novamente quando ficava de tarde em casa assistindo os filmes da sessão da tarde onde o filme tinha uma mocinha bonita e gentil que se encontra triste e conhece uma criança fofa e um cachorrinho divertido e juntos partem em uma aventura cheia de alto conhecimento e ensinamentos. Esse Mv me deu uma sensação gostosa de nostalgia eu adorei o vocal da Joy tanto em Hello como no álbum inteiro! Ela cantando mais fininho e nesse tom de voz mais doce só entregou ainda mais essa persona de mocinha de filme antigo, eu não cheguei a fazer analogia com princesas da disney, mas super combina!

    Ah como é bom ir sem expectativas para um projeto né ? Pq eu tava 0 expectativas para o solo da Joy e acabei saindo super satisfeito!!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Muito bom ir sem expectativas mesmo, dá vontade de partir assim sempre pra um novo lançamento, mas, né difícil conter o hype kk

      Esta questão da mocinha de filme de sessão da tarde eu não tinha pensado, mas total combina. Não sei porque, mas na hora que li já lembrei da Reese Witherspoon (a que faz legalmente loira, sabe?)… É a força desses filmes no nosso imaginário kk

      Curtir

  2. A Joy passa uma vibe muito Sulli e por isso mesmo eu gostei tanto desse trabalho dela aqui. Não tanto do vocal – o agudo anasalado não me agrada muito -, mas o conjunto da obra me encantou muito. A Joy imprimiu bem o que eu sinto toda vez que escuto Goblin (o álbum). É de uma delicadeza tão mágica, sabe? Enfim, incrível. E obrigada por ter existido, Sulli.

    Curtido por 1 pessoa

  3. puts, eu só gostei de “hello” mesmo, mt por conta do clipe e da joy ser a minha favorita do rv, a verdinha transborda carisma e uma sensação boa, vei. agora em questão das músicas do álbum em si… só hoje que eu fui descobrir que seria só covers de músicas antigas kkkkkk fiquei arrasado que n tinha nenhuma pop animadinha (ou só animadinha msm), mas fazer o que, eu que fui tonto msm kkkk

    Curtido por 1 pessoa

    1. Menino, como você conseguiu descobrir só hoje? kkkk Foi um mês de todo mundo putaço na internet com essa notícia kkkk Realmente, não tem nada super animado como o single na tracklist e isto pode acabar com qualquer álbum… Como fazia em vários álbuns da 2ª Geração 👀 (achei que ia ter pelo menos uma no EP quando ouvi pela primeira vez, mas acabei gostando mesmo não tendo)

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s