Poison, Pink Fantasy: Quando idols realmente se entregam ao conceito

Eu confesso que tenho um pouco de dó do Pink Fantasy. Pelo que o Brave Sound já me contou nos comentários do blog e no twitter, o grupo tem uma proposta mó legal em que “ninguém larga a mão de ninguém” e a CEO é uma ex-idol que procura manter todas juntas e manter os sonhos das gatinhas serem idols vivos… mesmo que seja em comebacks capengas e super espaçados. Com elas prometendo TUDO em seu próximo comeback (ainda mais numa semana que, de interessante, só tem o A.C.E boiolando), esta soa como A CHANCE do grupo chamar algum tipo de atenção para não acabar esfarelando cada vez mais…

O que mais me surpreende aqui é como tudo está muito polido. O clipe, os vocais, a música, a performance… Todos os elementos estão em uma qualidade surpreendente para o histórico do grupo, conseguindo entregar, pela primeira vez, o conceito sombrio que elas vem prometendo desde o debut de forma realmente digna de nota.

Meu conhecimento em rock (ainda mais de j-rock @.@’) não é muito bom, mas consigo perceber que Poison se inspira e muito em números idols japoneses que entregam números agressivos de metal (como o Lunei falou no post dele). Porém, diferente da inspiração, a voz das integrantes é bem mais natural e grossa, permitindo uma sensação mais agressiva e realmente com o caráter mais gutural que o estilo sugere.

O que mais me chama a atenção é a forma como os versos foram construídos, causando impactos sucessivos a cada rodada. Por incrível que pareça, eles conseguem ser mais impactantes e efetivos que o refrão (que tá bem competente também). Elas vão trocando as linhas entre si numa naturalidade que não parece nem de longe o grupo que vimos nos últimos lançamentos. Existe uma entrega aqui que é contagiante demais. Não só a harmonização da loira e da de cabelo curtinho estão apocalípticas e perfeitas para o instrumental, como todo o grupo soa coeso e harmônico entre si (até a integrante com máscara de gato/coelho).

O clipe conseguiu fazer muito com pouco, trazendo o tipo de referência trevosa que se esperava de um lançamento destes, de uma forma que escondeu muito bem o orçamento limitado. Isto se dá porque o foco não é unicamente nos cenários ou nos elementos de cena enquanto a gatinha olha pra você com cara de cu, mas sim na forma como a gatinha INTERAGE com os elementos que tem a disposição (a cena em que a loira tá sentindo as vibrações do esqueleto é, simplesmente, hipnótica). Falta um pouco dessa movimentação e energia nos takes solos de clipes de k-pop e elas entregaram MUITO aqui.

O EP, que é o primeiro delas depois de TRÊS ANOS de debut, é, infelizmente, uma reciclagem tamanha, com regravações de dois singles antigos, uma intro, Poison e seu instrumental. Eu não entendi muito bem o porquê não aproveitaram pra fechar algo mais redondinho pra dar uma cara nova numa espécie de “redebut” do grupo (até porque o EP nem tá o Spotify ainda x.x), mas talvez isto seja questão de falta de recursos mesmo…

Download [Mini Album] Pink Fantasy – Alice in Wonderland (MP3)

Se eu pegasse isto aleatoriamente no youtube (sem saber do contexto do grupo e tudo mais) iria achar que era um debut sólido de girlgroup em 2021. As mudanças no line-up, a proposta de lançar o primeiro EP (mesmo sem dinheiro pra tanto), o clipe muito bem montado, o trabalho de criar hype pelos teasers, tudo aponta para que Poison seja um começo mais organizado e forte para o Pink Fantasy em sua tragetória cheia de baixos até aqui.

Talvez esta seja uma espécie de cartada final para manter o grupo vivo (a performance cheia de energia e entrega tem uma vibe similar a Figaro, das Nine Muses, e Expect, do Girl’s Day, duas faixas lançadas como ultimato para ver se os grupos continuavam ou não) e, neste sentido, eu espero que elas alcancem, pelo menos, o mínimo que precisam pra continuar, porque o resultado final ficou melhor que muita coisa de atos mais famosinhos de k-pop neste ano, hein…

Song Review: Pink Fantasy – Poison | The Bias List // K-Pop Reviews &  Discussion

O Aquário Hipster também tem Twitter!! Segue lá se quiser acompanhar comentários aleatórios de k-pop e BLs, junto de tweets ocasionais de artes: @aquariohipster

6 comentários em “Poison, Pink Fantasy: Quando idols realmente se entregam ao conceito

  1. “Não só a harmonização da loira e da de cabelo curtinho estão apocalípticas e perfeitas para o instrumental, como todo o grupo soa coeso e harmônico entre si (até a integrante com máscara de gato/coelho)”

    Meio difícil julgar a harmonia da moça mascarada, com ela tendo menos de DOIS SEGUNDOS de vocais (a menos que consideremos que ela está cantando com as outras no refrão – o que fica difícil dizer)… é o “HEY!” da ViVi em “So What” fazendo escola.

    Zoeiras à parte, tomara que dessa vez elas consigam manter a formação estável. A carreira do PinkFantasy é uma bagunça, mas um grupo com vocais como os da Yechan e da Seea merece ser respeitado (uma pena que a Yubeen e a Sanga saíram, porque as duas também eram vocalistas muito boas).

    Curtido por 1 pessoa

  2. As vezes fico com medo de que o grupo acabe e a moça da máscara nem chegue a se revelar… é muita maldade, treinar por anos e no fim não ter sua imagem pra jogo.
    Fiquei impressionada demais com o quee conseguiram fazer. Em comparação com Lemon Candy (que eu acabei gostando muito da coreografia) a qualidade disparou, tanto em relação ao clipe quanto no áudio.

    Queria muito que elas emplacassem alguma coisa, tem que sair pelo menos um winzinho sabe…(acho difícil, nem o dreamcatcher saiu dessa ainda😕)

    Curtido por 1 pessoa

    1. Na verdade ela já afirmou que nunca vai tirar a máscara, e que aquela história dela tirar a máscara se o Pink Fantasy pegasse #1 na Billboard era só zoeira.

      Há uma especulação entre alguns fãs de que é a própria CEO da agência delas usando a máscara, pra poder reviver os tempos de idol sem comprometer a imagem dela como executiva. Mas por ora é só uma especulação, nada confirmado.

      Curtido por 1 pessoa

      1. Por parte fico feliz em saber que ela não pretende tirar, seria frustante treinar tanto e não conseguir ser reconhecida.

        Se esses rumores forem verdade, a ceo teve até que uma boa odeia, considerando que o grupo não é tão conhecido e dá pra manter melhor o controle da imagem.

        Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s