Dentro do Aquário (JUN/2021): Os lançamentos mais interessantes do 1º Semestre de 2021!!

E o mês do orgulho LGBTQIA+ encontrou seu fim e todos os arco-íris de pink money estão sumindo das redes sociais… Já que o fim deste mês também marca o fim do primeiro semestre de 2021, pensei em falar sobre o semestre que já foi, elencar os lançamentos mais legais que tivemos como um teaser do top de final de ano (que nem eu fiz no ano passado) e repensar um pouco em como os posts de Album Review e BL Review tão sendo feitos… Partiu?

Comentários Metalinguísticos

Estou um pouco surpreso em como o blog está sólido por um tempo considerável (já faz um ano desde que voltei com ele), sem eu ter desmotivado e parado de postar mesmo com as grandes alterações que aconteceram na minha vida nestes tempos. E o resultado disso está sendo igualmente surpreendente, olha só os três posts mais vistos de 2021 até agora:

É meio chocante, não só pelo número (mano, MAIS DE MIL num post que nem tem seis meses de vida), mas também pelo conteúdo. Seguindo um pouco a lista de mais vistos, o top 10 é povoado de análise de BLs ( 4º – Still 2gether EP.1; 5º – Lovely Writer; 6º – 1000stars; 7º – 3 Will Be Free), pra só começar aparecer k-pop lá pra oitava posição. É meio estranho (até porque o Aquário fala muito mais de k-pop do que de BLs), até eu descobrir como isto começou a acontecer: os posts de BLs tão aparecendo na primeira página de pesquisa da Google BR!!!

Eu fiquei meio extasiado. Tem doramas que, se você digitar o nome (e só o nome mesmo), o link pra minha resenha já aparece bonitão lá, na primeira página. O caso de Fighting Mr. 2nd ficou tão forte que tá aparecendo entre o primeiro e o segundo link!! (ganhando de fansub e até de informações sobre o dorama!! 😱). É meio inacreditável pensar que um material escrito e longo (os posts de BL são bem grandinhos em comparação aos de k-pop) consiga rankear tão alto e gerar um fluxo de acessos o suficiente para que o algoritmo da Google mostre ele de pronto. Numa era em que se promove que as pessoas só querer saber de conteúdo por vídeo, e ainda curtíssimos a la TikTok, é revigorante demais ver um resultado desses pra quem prefere produzir conteúdo escrevendo…

Eu fiquei pensando sobre aumentar ou não os posts de BL com esta receptividade absurda dos últimos meses (a grande maioria das BL Reviews já acumula mais views que todas as Album Reviews), mas, no fim, entendi que estes posts funcionam assim porque a resenha do dorama é algo com um caráter bem mais atemporal que um lançamento de k-pop (até se promove esta substituição constante de conteúdo pela forma como os grupos vão fazendo comeback… Pensa no Twice que mal lançou o EP coreano de verão e já tá focado no full japonês!). E também porque o meio capopeiro eu acho mais divertido que acompanhar do que o meio de BL (que só tem homem gente… Eu gosto de homem, mas ficar só sabendo de macho? kkkk), então vou manter as coisas meio que as mesmas (em parte, mas isso falamos mais na parte de BL e Album Reviews :3).

Deve ser até engraçado pra quem lê os posts Dentro do Aquário em sequência (se é que alguém já fez isto kk), porque neste semestre eu já mudei muito de projeto kk Foi de canal do youtube, pra conta de instagram, pra tentar postar fanfic, montar webtoon e etc, etc, etc… Eu estou tentando encontrar um equilíbrio em como eu me posiciono e escrevo no blog com a forma que quero me posicionar e postar minhas artes. Acho que estou aprendendo muito sobre redes sociais com o Aquário, principalmente percebendo como a parte SOCIAL é a mais importante e prazerosa pra mim. Estabelecer contatos, rir junto, compartilhas opiniões… Estas tem sido uma das coisas mais legais de se fazer aqui e no twitter, e, de alguma forma, eu quero que isto aconteça também quando eu voltar a postar minha arte online com uma certa frequência…

As possibilidades são várias na minha cabeça, mas não sei muito bem por qual começar… As ideias vão desde coisas específicas como começar a postar minhas artes aqui também (principalmente se for relacionado a k-pop ou BL) até coisas mais genéricas como usar mais o twitter ao invés do instagram pra arte. De toda forma, eu quero muito conseguir expor meu trabalho artístico da mesma forma que exponho meus textos aqui pelo blog e isto é uma espécie de meta minha pro segundo semestre xD Vamos ver no que vai dar… :3

Cronograma de BL e Albums Reviews -> Minha Watchlist

Fazer um cronograma de resenhas e BLs e álbuns a cada mês até que foi uma boa ideia (finalmente me fez parar de enrolar pra estes posts saírem). Porém, considerando o quanto eu acabei atrasando nos últimos dois meses (só consegui terminar um único post do cronograma do mês passado), eu resolvi mudar um pouco as coisas pra ver se flui um pouco melhor.

Existem duas questões envolvendo planejar melhor estes posts: eu planejar melhor os BLs que tô vendo kk e desapegar um pouco do perfeccionismo dos posts sobre álbuns.

Quanto aos álbuns, eu estou pensando se vale a pena organizar ou não. Vou ver o que sai este mês de Album Review sem eu planejar muita coisa (já que o objetivo é ser menos perfeccionista kk)…

Na parte dos BLs, inspirado numa coluna que achei bem legal do The BL Express, eu pensei em elencar a lista de doramas que estou assistindo todo mês, aí muito provavelmente vai sair uma BL Review dos que eu for terminando de ver:

Lançamentos

  • Hometown’s Embrace (Tailândia)
Hometown's Embrace: 1×1 – Pi Fansub

Eu gosto muito de ir intercalando os países dos lançamentos que estou acompanhando e, com três episódios já lançados diretamente para o youtube, Hometown’s Embrace consegue representar bem a Tailândia. O dorama procura trazer uma estória a la A Tale of a Thousand Stars, só que feita por pessoas que realmente moram no nordeste da Tailândia. Apesar da baixa produção, o BL traz pontos muito interessantes sobre a vida no campo (com ainda mais propriedade que o dorama da GMMTV, justamente por ser produzido por pessoas da região) e ainda está tentando trabalhar três casais ao mesmo tempo! Foi o suficiente pra despertar meu interesse.

  • Light on Me (Coreia)
Light On Me: 1×1 – Pi Fansub

FINALMENTE surgiu um dorama coreano que supera os oito episódios de dez minutos! Light On Me queima a largada para algo com mais cara de seriado mesmo no cenário sul-coreano e, apesar de ser um clichêzão, eu vou dar uma conferida justamente pra ver se vão tratar melhor o BL agora que ele vai ter mais tempo de duração.

  • Be Loved In House: I Do (Taiwan)
Foolish Asian Drama Life : Be Loved in House: I Do

Ter o Aaron já seria o suficiente para eu começar a assistir, mas Be Loved In House traz gays adultos trabalhando, o que é algo que estou gostando muito de ver em doramas e filmes BL. Eu estou um pouco atrasado nos episódios, mas acho que logo mais eu vou ficar em dia, porque, pela minha timeline do twitter, a trama deu uma boa engatada e o circo tá pegando fogo kk

  • YDestiny: Friday (Tailândia)
Imagem

O arco de dois episódios de YDestiny com o trisal do Talay, Perth e Yoon. Logo mais vai sair um post porque eu terminei de ver esta semana e tenho bastante pra criticar kkkk (Literalmente só funcionou comigo porque são atores e ships que eu gosto kk).

Finalizados

  • Coffe Prince (Coreia, 2007)
Coffee Prince | Rakuten Viki

O clássico coreano que eu comecei a ver com minha família tá aqui porque provavelmente eu vou acabar escrevendo um texto sobre. O dorama é um clássico do gênero e virou o grande modelo para qualquer estória romântica na Coreia entre 2007 e 2015 (e, reflexamente, qualquer dorama que quisesse emular o sucesso dos coreanos). Mas, o mais importante para mim, é a forma como ele traz o clichê do “eunuco” na figura da protagonista que se finge de homem para trabalhar no Café de seu futuro par romântico. Tem muitas coisas surpreendentemente legais que trabalharam no dorama e, considerando que falta só um episódio pra eu acabar, é capaz do post sair logo logo…

  • Takumi-kun (Japão, 2007-2011)
Takumi-kun Series Part 3: Bibou no Detail [Movie Review] - Love Without  Gender from Psychomilk

Mesmo depois de um mês eu ainda não acabei Takumi-kun (estou na metade do quarto filme), mas o desejo de terminar e escrever sobre continua. A trama tem seus altos e baixos, mas, por incrível que pareça, até que consegue trazer coisas tocantes e bem construídas narrativamente falando.

  • Kaizoku Sentai Gokagei (Japão, 2011)
Kaizoku Sentai Gokaiger Legendado Em Português - Blog Tokusatsus

Todo dia eu vejo pelo menos um episódio deste Super Sentai de piratas (e dou uma comentada no twitter) e, apesar de não planejar escrever um post sobre (a não ser que vocês peçam 👀), quero indicar para quem estiver sem nada pra assistir, porque é divertido DEMAIS. É uma lambança narrativa sem igual que surpreendentemente funciona e deixa um calorzinho no coração xD

TOP Hipster: As Melhores do 1º Semestre de 2021

Eu sou MUITO ruim escrevendo listas e rankings. É uma mistura de querer colocar tudo com gostar de coisas de jeitos diferentes e não conseguir classificar. Toda vez que me proponho a me fazer isso no blog fico meio encucado, com a grande dúvida pairando entre escolher as coisas que escutei mais ou as coisas que achei mais inovadoras e diferentes no cenário. Então, para fazer esta lista, eu dei uma cavucada no meu last.fm e misturei um pouco de cada (e, também, eu escutar mais uma música também pode significar que eu achei ela melhor inconscientemente). Talvez funcione um pouco como um esquenta para o Top de final de ano (tô pensando em oficializar o nome como “Top Hipster”, acho que combina kk), mas ano passado deu uma BOA mudada (apesar do primeiro lugar ter continuado o mesmo), então não tem muito como prever kk

10. Kiss Kiss, SHINee

Do excelente álbum e repack que o SHINee desovou este ano, a música que mais escutei até agora foi Kiss Kiss. Talvez sejam os harmônicos fininhos hipnotizantes, as influências em dance-pop oitentista ou o caráter mais privado da letra conforme eles vão se aproximando para te beijar… De toda forma, é um grande exemplo do dance-pop retrô que o SHINee sempre entregou, só que modernizado para o que funciona mais hoje. Apesar de não ser super memorável por si só, é super divertido de dançar, cantar junto ou, como é mais comum pra mim, fazer tarefas domésticas escutando kk

9. LOVE FOOL, STAYC

Existe uma certa magia nesta b-side que me leva a tempos mais jovens no k-pop, mesmo ela sendo bem atual para o mainstream. Numa mistura de pop-acústico com bate-estaca retrô inespecífico, elas vão falando e murmurando sobre amor, como se perguntassem para as estrelas o significado destes sentimentos. Mas é na ponte que a faixa brilha, com elas gritando “lost stars, a shinning in my heart” (“estrelas perdidas, um brilho em meu coração”) em coro, promovendo uma espécie de grande catarse sentimental que me lembrou o caráter mais atmosférico acalorado de faixas mais antigas do Wonder Girls, como Girls Girls e Hey Boy. É uma espécie de inocência e encantamento que me pegou de um jeito que eu não via fazia um bom tempo no k-pop… Rainhas da nova geração mesmo.

8. Alcohol-Free, Twice

Escutar Alcohol-Free pela primeira vez foi meio mágico. Não por elas terem acertado no pop com infusões de bossa-nova, mas pela forma como isto nos foi entregue. Existe uma certa calmaria acalentadora aí, realmente conseguindo evocar um clima tropical que dialogue especificamente com o que estamos acostumados a ver num Brasil distante do cenário do caos e desgoverno que estamos vivendo… Neste sentido, o single é como um comercial de perfume: você não entende muito bem, mas é tudo lindo, visual e impactante, conseguindo se manter leve e delicado, sem se preocupar em te impactar logo de primeira. Como na letra, que compara o romance com a embriaguez, o single te deixa inebriado, sendo tão simples e tão padrão pro Twice ao mesmo tempo que é diferente de completamente tudo que elas já entregaram até aqui.

7. HUSH, Kim Sung Kyu (Infinite)

Se tem uma coisa que eu venho gostando cada vez nos últimos tempos são baladas EXAGERADÍSSIMAS dos anos oitenta, muito pela capacidade de entregar um número sentimental e frágil junto de um instrumental bem mais impactante do que estamos acostumados a ver nas baladinhas acústicas de hoje em dia. Em HUSH, o líder do Infinite parece abrir seu coração para nós ao mesmo tempo que fornece uma música potente o suficiente para funcionar como forma de expressarmos nossas frustações. Toda a faixa funciona de forma a ressaltar a explosão do refrão, que soa como um pedido desesperado para trazer uma definição ou sentido em meio a uma situação crítica de desamparo. Isto não só o deixa mais potente como valoriza todo o trabalho dos sintetizadores crescendo lentamente sobre as teclas de piano. A melhor balada do ano até agora, com toda a certeza.

6. Anxious, Roda (M.O.N.T)

Anxious é um lançamento audacioso demais para o que estamos acostumados no meio mainstream. Sobre um contexto de lidar com ansiedade e bloqueio coletivo, o Roda não apenas produziu uma música desconstruída de rock e jazz sobre isto, como também pintou SETE quadros com este tema, incorporando-os ao clipe e expondo-os online. Como sou artista visual em formação, o biasismo só aumenta kk A profundidade que ele dá para mensagem ao abranger todos estes meios de expressão é enorme, e a entrega que ele faz não é só cheia de liberdade criativa como também traz aquela mensagem que não estamos sozinhos com nossas ansiedades em meio a pandemia (algo que é sempre bom de lembrar).

5. Take Me Home, ATEEZ

Take Me Home é uma viagem retrô, cheia de atmosfera e diferentes camadas de vocais e sintetizadores conforme sua duração corre. A faixa lembra uma viagem espacial de um gibi ruim dos anos oitenta que adolescentes de hoje devem aclamar. A cada repetição do refrão (“somebody take me home”-> alguém me leve pra casa), é como se os acompanhássemos em sua jornada interestelar para chegar ao local prometido. E, mesmo depois de você se acostumar com as explosões atmosféricas de synthpop IN YOUR FACE, eles entregam uma outro moldada em saxofone. SAXOFONE!!! xD A impressão é que a faixa termina partindo de nossos ouvidos como uma nave decolando do porto especial. É como se fosse uma ending cult de Cowboy Bebop ou de Galaxy Express 999

4. Let me go!, The Volunteers

Em Let me go! (e seu excelente álbum de estreia), The Volunteers ressuscita o rock de garagem americano/britânico do final dos anos 90/começo dos anos 2000 com uma maestria sem igual. A faixa começa COM TUDO explodindo em seus ouvidos com os acordes de guitarra e as batidas frenéticas da bateria. A voz da Yerin Baek te carrega em meio a uma rebeldia atemporal, que transcende o movimento punk e dialoga diretamente com sua geração. A faixa é catártica, divertida, irônica e extremamente orgânica, conseguindo durar facilmente na playlist por trazer toda uma energia caótica bem incomum de se ver. Além disso, diferente das bandas em que se inspira, ela é acompanhada de um clipe interessante, onde todos os membros da banda tem foco (e não só a vocalista) e realmente consegue entregar visualmente o que a faixa entrega sonoramente.

3. Abittipsy, Youha

A candidata a Tweaks deste ano na blogosfera fica com o terceiro lugar, em um synthpop oitentista bem mais raíz do que estamos acostumados. Abittipsy faz o mínimo para se modernizar e é justamente por isto que se destaca tanto. A faixa te convida a curtir um momento de descontração fora da realidade, sendo repetitiva o suficiente para grudar na cabeça e curta o suficiente para não cansar. E, de bônus, segue uma estrutura bem parecida com uma das melhores músicas do último álbum da Kylie Minogue. Só acertos.

2. Beautiful Beautiful, ONF

Apesar de The Realist e My Genesis serem muito surpreendentes, o que ficou na minha memória mesmo foi Beautiful Beautiful. Num clipe cheio de referências a filmes cyberpunk, os meninos do ONF entregam uma melodia moldada por teclados super afetados, cheio de explosões positivas e good vibes. A sonoridade claramente baseada nos synths oitentistas (os oooooh que eles gritam em coro me LEMBRARAM MUITO Tarzan Boy…) junto dos visuais estonteantes que dialogam com a estética de cyberpunk que surgiu da mesma época cria uma harmonia tão surpreendente entre música e clipe que fica difícil desassociar os dois (tanto que este já virou um dos meus clipes preferidos). Com toda a certeza, um dos singles mais refinados e bem estruturados dentro lógica visual do k-pop neste ano até agora.

1. Breath (Blood Night), G-reyish

E o primeiro lugar é da Nugulândia!! Diferente do que já virou costume, G-reyish (esse nome, gente kk) conseguiu trazer algo mais dark sem precisar emular tão descaradamente o BlackPink. Blood Night é um eletropop sombrio e dramático que estaria em casa na discografia do T-ARA. As vozinhas finas delas aumentam ainda mais o fator sombrio da faixa, com um refrão PODEROSÍSSIMO que vai ficar na sua cabeça por semanas. O clipe é simples e conta com o velho galpão abandonado já conhecido das nugus, mas os takes emulando situações sombrias (e a câmera “caseira”) ficaram muito bem feitos e ajudaram a passar o clima fantasmagórico de bruxaria que acredito ser o foco. Muito mais épico, poderoso e efetivo que as coisas “pesadas” e “hardcore” que a maioria dos girlgroups estão apostando este ano.

E este foi o ano de 2021 até aqui! Muito obrigado por acompanhar o Aquário, seja lendo, comentando, curtindo, compartilhando… Vamos começar este novo semestre de cabeça erguida, com muita força e carinho ✨

O Aquário Hipster também tem Twitter!! Segue lá se quiser acompanhar comentários aleatórios de k-pop e BLs, junto de tweets ocasionais de artes: @aquariohipster

14 comentários em “Dentro do Aquário (JUN/2021): Os lançamentos mais interessantes do 1º Semestre de 2021!!

  1. O meu TOP do 1 semestre:
    10-TXT – 0X1=LOVESONG (I Know I Love You) – Emuchos ❤
    9-Joy hello ( Me sinto adoravel ouvindo essa)
    8-OnlyOneOf libidO (eles aqui nem é pelo fansirve é que eu realmente gosto das musicas kkk)
    7-Ateez take me home ( você me vicious nessa)
    6-Nu'est inside out ( Ai refrão perfeito né)
    5-Sunmi tail ( A melhor dela desde Gashina)
    4-Jessi what type of x (Gosto mais dessa do que Nununana)
    3-Wonho lose ( A cota padrãozudo)
    2-Woodz feel like (Luizinho entrego tudo)
    1-ASTRO ONE ( O tanto q eu to viciado nessa daqui MDS)

    Curtido por 1 pessoa

    1. Tail e Feel Like estavam COTADÍSSIMAS pra entrar no top, mas acabei substituindo por umas que eu escutei mais durante o semestre kk Mas CHOCADO que One tá sendo seu número 1!! Até escutei de novo e realmente é melhor do que me lembrava kk

      (estou em vias de me stannear o OnlyOneOf também kk Tem uns três vídeos de bastidores que coloquei no “assistir mais tarde” do youtube, certeza que vou acabar ficando no hype depois de ver kk)

      Curtir

  2. eu te vejo como um grande expoente do bl no brasil, sabia? pode não ser um fato concreto agora, mas daqui um ou dois anos isso vai te fazer mais sentido. os números não mentem!!!!!!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Ai Rafa assim eu fico emocionado ToT Muito obrigado 💖
      Eu vejo umas equipes bem grandonas no twitter e no instagram aí parece que sou bem mirradinho mesmo, mas depois de ver estes números… Fiquei até curioso pra ver como vai ficar daqui um/dois anos 🤯

      Curtido por 1 pessoa

  3. Ei, eu adoraria ver suas artes por aqui. Não costumo acessar muito minhas redes sociais, e como sempre dou uma olhadinha nos blogs, seria muito bom ver por aqui ( Ainda aproveita pra deixar os links das tuas redes;) )
    Eu confesso que gosto MUITO dos posts de bl ( foi por aqui que descobri wbl e desisti da ideia de abandonar os bl’s, graças à sotus que me irritou num grau com um dos protagonistas)
    Acabei de assistir Because of you e tbm tô acompanhando Be Loved In House.

    Aproveito a lista pra escutar músicas novas, faz tempo que não escuto algum lançamento por completo:)
    a música do Twice me deixou em um clima de verão absurdo, contando que aqui tá tão quente quanto se fosse kkkkk Me imagino demais andando na beira da praia de tardezinha escutando alcohol free.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Ai brigadão xD!! Eu sei que vai vir uma luz nessa coisa de equilibrar as artes e o blog nesses próximos meses (mas dá pra aproveitar e fazer uma propaganda cruzada siim, valeu pela dica xD)

      Fico muito feliz que você goste dos posts de BL e de ter sido eles que te fizeram dar mais uma chance pro cenário T^T (Sotus muita gente elogia, mas tenho um certo receio de ver porque parece uma BOMBA enorme)… Because of You eu vi no ano passado e achei meio corrido demais (se tivessem focado em um casal só talvez ficasse melhor), mas foi renovado pra uma segunda temporada… Vai que eles dão uma consertada nisso ??

      Ai que sorte que aí tá quente!! Onde eu moro está um frio desgraçado x.x Dá até um pouco de raiva desses lançamentos de verão, porque tô me enchendo de blusa kk

      Curtir

      1. Eu não sabia que ia ter segunda temporada, tô chocada kkkkkk
        Como eu tava assistindo pra me distrair enquanto os próximos eps de be loved in house tão saindo, acabei achando meio corrido também. Mesmo assim ainda gosto muito de séries curtinhas.

        Já eu queria tá no frio, calor é pouco kkkkk pelo menos dá pra curtir um sistar da vida

        Curtido por 1 pessoa

  4. Nossinha, seu top 10 tá bem diverso!
    Como q faz pra achar esses atos bem variados do kpop, no fundo da nugulandia até os mais famosinhos , me diga! Q adorei a música anxious!
    Enfim, meu top 10 desse semestre, nem tinha pensado! Atualmente n tô explorando tantas discografias e só tô enfiando na playlist o q é usado nos MV’s o q é uma real pena!
    Afinal, acho q : Asap, Tail, Feel like, butter, (mais pelo fato de ser army rsrsrs) ,0XI -Lovesong , Water color, Coin, Son of the beast, Easy (WJSN) e Happen (Heize).
    Enfim, acho q foi isso! Continue me atualizando pfvr sobre essas músicas q não aparecem pra mim em nenhum canto.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Valeeuuu, eu escuto um bando de música diferente kkk 😅 Então, estes lançamentos mais nugus eu vejo pelo calendário do kpop map (https://www.kpopmap.com/update-upcoming-k-pop-comeback-debut-schedule-lineup-in-july-2021/) ou pelo Update K Girls/Update KBoys no twitter, aí dou uma filtrada em OSTs e baladinhas sem graça e coloco tudo no post kkk

      Gostei do seu top 10 também xD (Easy, Feel Like e Tail QUASE entraram no meu, mas acabei mudando kk)

      Pode deixar ^^ Fico feliz que esteja gostando do conteúdo e tals xD

      Curtido por 1 pessoa

  5. ai ai, o tempo passa rápido… a primeira vez que eu vi seu blog foi no falecido asian mixtape, lembro que vc comentava lá tbm e aproveitava a oportunidade pra panfletar o seu blog kkkkk reizinho que inventou o merchandising! que bom q tu tá conseguindo manter uma estabilidade nas postagens e os números estão crescendo, é literalmente o único blog que eu tenho paciência pra ler alguma coisa ultimamente kkkk 🖤
    quanto as músicas do seu top 10, ele tá bem diversificado e PUTSS ameii mt essa “let me go!”, é a mh favorita da sua lista!
    vou botar meu top 5 aq msm q ninguém tenha pedido u.u
    5. chi mat ba ram das brave girls (na vdd, n deu tempo ainda de eu me viciar mt mas vou empurrar as lendas no meu top 5 pq sim), 4. next level – aespa, 3. mamamafia das itzy, 2. we go das fromis_9 e 1. i’m drunk in youuuu das twice. esse ano até que tá bem bom de música e eu amo um lançamento mais suave desses de verão q é só pra ouvir e ficar felizzz no frio que tá aqui kkkk

    Curtir

    1. Ai menino, não acredito que você vê o blog a tanto tempo ToT (e ainda acompanha constantemente e tals 💖)… Tenho uma vergonha desse passado marketeiro sabia? kk Panfletava meio que demais, n sei kkkk

      Fico feliz que curtiu o top 10 xD E que amou Let me go!! Virei muito fã do The Volunteers e vou ir divulgando aos quatro ventos kk

      Adorei saber seu top 5 :3 Adorei que tem dois lados (mesmo que eu n tenha curtido muito aespa e ITZY), o hardcore feminino (aespa, ITZY) e a gatinha de verão (twice, fromis_9 e Brave Girls)

      Nossa siiim, tá frio num ponto que até a música a gente tá usando pra tentar se aquecer kk

      Curtir

Deixe uma resposta para Céle Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s